DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Comunicação >
Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas ( POSCOM) >
Dissertações (Pós-com Comunicação e Cultura Comtemporânea) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26274

Title: Resenha, a crítica do jornal: entre o jornalístico e o literário
Authors: Carvalho, Emiliana Gonçalves
???metadata.dc.contributor.advisor???: Seixas, Lia da Fonseca
Keywords: Resenha Jornalística;Crítica Literária;Gêneros Jornalísticos
Issue Date: 29-Jun-2018
Abstract: Nos tradicionais estudos de gêneros jornalísticos, a resenha é considerada pertencente ao gênero jornalístico opinativo. No entanto, nos principais cadernos e seções de cultura dos jornais brasileiros é comumente denominada crítica, numa alusão histórica, simbólica e distraída à tradicional crítica literária. Um olhar sobre a Teoria Literária e seus extensos e ricos estudos faz perceber a significativa diferença entre ambas as composições discursivas. Enquanto a primeira circunscreve-se ao campo literário, a segunda congrega importantes características do campo de origem, o jornalístico. Os cursos de graduação e os manuais de redação não colaboram com o aprofundamento dos conhecimentos sobre a natureza e a finalidade da resenha, como também, da maioria dos gêneros jornalísticos que não lidam necessariamente com fatos e acontecimentos, refletindo na forma como estudantes e profissionais do jornalismo trabalham os respectivos textos nas salas de aula e nas rotinas produtivas dos jornais e revistas noticiosos. A dissertação se dedica a analisar linguística e extraliguisticamente a resenha e a crítica literária, com o objetivo de delimitar suas distinções e definir conceitualmente a resenha. Por meio da análise do discurso, das teorias do jornalismo, dos estudos de gêneros do discurso e da pragmática textual procedeu-se a análise de resenhas publicadas no caderno diário de cultura Ilustrada, publicadas no website noticioso Folha de S. Paulo, na recém-lançada revista sobre livros Quatro Cinco Um e nos rodapés de crítica de Álvaro Lins, do Correio da Manhã (RJ). O estudo revelou diferenças significativas entre as composições discursivas. Em sentido histórico, concluímos que a resenha jornalística, ainda que seja tributária da crítica literária e compartilhe o mesmo propósito de analisar, julgar e valorar obras literárias, constitui uma criação do campo jornalístico e contém marcas do seu discurso. Para confirmar nossa proposição nos baseamos metodologicamente em uma reflexão atual que redefine critérios de classificação de gêneros jornalísticos. Através da análise de unidades discursivas, o estudo nos permitiu desenvolver conhecimentos sobre as condições de realização dos atos comunicativos, a partir da lógica enunciativa, força argumentativa, identidade discursiva e potencialidades do mídium, uma perspectiva pertinente para a análise de resenha jornalística em paralelo à crítica literária, principalmente da resenha jornalística que, necessita de abordagens além do enquadramento clássico. A partir da formação discursiva jornalística, concluímos que a resenha é distinta da crítica literária e se enquadra em critérios que a confirmam como uma composição discursiva jornalística. O fator histórico, as marcas do discurso jornalístico, relacionadas às propriedades do jornalismo, sobretudo a atualidade, como também, os valores-notícia e as funções de informação, análise e fórum público foram argumentos que reforçaram a nossa proposição de que a resenha publicada em jornais e revistas noticiosos é uma composição discursiva jornalística de atualidade, a notícia sobre obras artísticas e produtos culturais, portanto, a crítica do jornal.
ABSTRACT In traditional studies of journalistic genres, the review is considered to belong to the genre of opinion journalism. However, in the main cultural sections of Brazilian newspapers, it is commonly called “criticism” in a historical, symbolic, and distracting allusion to traditional literary criticism. A look at Literary Theory and its extensive and rich studies reveals the significant difference between both discursive compositions. While the former circumscribes the literary field, the latter contains important characteristics of its field of origin, journalism. Undergraduate courses and writing manuals do not contribute to deeper knowledge of the nature and purpose of the review, in addition to other journalistic genres that do not necessarily deal with facts and events, reflecting how students and journalism professionals study these respective texts in classrooms and in the productive routines of newspapers and news magazines. This master’s thesis is dedicated to the linguistic and extra-linguistic analysis of the review and the literary critique, with the purpose of delimiting their distinctions and conceptually defining the review. Through discourse analysis, journalism theory, and genre studies of discourse and textual pragmatics, it proceeds to the analysis of reviews published on the news website Folha de S. Paulo's daily cultural section “Ilustrada,” in the recently-published journal on books Quatro Cinco Um, and in the critical footnotes of Álvaro Lins, from Correio da Manhã (Rio de Janeiro). The study revealed significant differences between discursive compositions. In a historical sense, we conclude that the newspaper review, even if it is a tributary of literary criticism and shares the same purpose of analyzing, judging and valuing literary works, constitutes a creation of the journalistic field and contains the marks of its discourse. In order to confirm our proposition, we based our methodology on a current ideas that redefine the classification criteria of journalistic genres. Through the analysis of discursive units, the study allowed us to develop knowledge about the conditions of communicative acts based on enunciative logic, argumentative force, discursive identity, and the potentialities of the medium – a relevant perspective on the analysis of newspaper reviews in parallel with literary criticism, especially regarding the newspaper review, which requires approaches beyond the classical framework. From discursive journalistic formation, we conclude that the review is distinct from literary criticism and fits within criteria that confirm it as a discursive journalistic composition. The historical factor, the marks of journalistic discourse related to the properties of journalism, and especially present circumstances, as well as the news values and functions of information, analysis, and public forum, were arguments that reinforced our proposition that the reviews published in newspapers and news magazines are topical discursive journalistic compositions, the news about artistic works and cultural products, therefore, the newspaper's criticism.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26274
Appears in Collections:Dissertações (Pós-com Comunicação e Cultura Comtemporânea)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação - RESENHA, A CRÍTICA DO JORNAL - ENTRE O JORNALÍSTICO E O LITERÁRIO (Emiliana Gonçalves Carvalho) POSCOM Salvador.2018.pdf2.23 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA