DSpace

RI UFBA >
Instituto de Geociências >
Programa de Pós-Graduação em Geoquímica: Petróleo e Meio Ambiente (POSPETRO) >
Dissertações de Mestrado (POSPETRO) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26250

Title: Estudos sócio-geoambientais em manguezal do sul do estado da bahia: utilização do crustáceo goniopsiscruentata (Latreille, 1803) como bioindicador de contaminação por metais.
Authors: Menezes, Maria Luiza Gomes Garrido
???metadata.dc.contributor.advisor???: Prost, Catherine
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Jesus, Taíse Bonfim
Keywords: metais;crustáceos;brânquia;machos
Issue Date: 26-Jun-2018
Abstract: A contaminação por metais provenientes de fontes antropogênicas representa uma ameaça tanto para as espécies aquáticas como para a população que as consomem. O Goniopsiscruentata(Latreille, 1803) popularmente conhecido como aratu, constitui um recurso pesqueiro importante no município de Canavieiras – BA, pois é a principal fonte de renda para muitas famílias ribeirinhas na região e adjacências. Os objetivos do trabalho foram determinar as concentrações de Ba, Cd, Cu, Fe, Ni, Mn, V e Zn em diferentes tecidos do crustáceo, verificar se os valores de concentração destes metais estão dentro dos limites estabelecidos pelos órgãos fiscalizadores, e além disso este trabalho procurou contextualizar aspectos socioeconômico e ambiental em que se processam as atividades de coleta do crustáceo Goniopsiscruentata.Foram aplicados questionários às marisqueiras,além de observação direta da atividade por parte do pesquisador. As coletas aconteceram em abril/2012 (período chuvoso)e out/2012 (período seco), em seis pontos de coletas do município de Canavieiras, Bahia. Por ponto, foram coletados vinte indivíduos, perfazendo um total de duzentos e quarenta indivíduos, os quais após a coletaforam submetidos à biometria, sexagem, pesagem dos indivíduos, pesagem da massa seca após a liofilização, digestão em forno de microondas e determinação dos elementos (Ba, Cd, Cu, Fe, Mn, N, V e Zn). Nas análises biométricas (peso, comprimento, largura das carapaças) foram observadas diferenças significativas com relação aos pesos dos indivíduos, onde os machos apresentaram maiores valores em relação às fêmeas. As concentrações dos metais encontrados nos crustáceos foram altas para o elemento Cobre nas brânquias, porém a legislação não estabelece limites para este tecido e sim para o tecido muscular.Tais concentrações estão relacionadas à fisiologia do animal, uma vez que as brânquias funcionam como órgão responsável por trocas gasosas, onde os elementos absorvidos por esta estrutura dependem do contato dos indivíduos com o meio externo.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26250
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (POSPETRO)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTACAO MARIA LUIZA completa .pdf2.78 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA