DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Ciências Contábeis >
Programa de Pós-graduação em Ciências Contábeis >
Dissertações de Mestrado (PPGCONT) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/25792

Title: A Teoria da Atribuição e razões para reprovação em disciplinas: um estudo no curso de Ciências Contábeis nas Regiões Metropolitanas de Salvador e de Feira de Santana
Authors: Santos, Luis Augusto Ferreira dos
???metadata.dc.contributor.advisor???: Bruni, Adriano Leal
Keywords: Reprovação em disciplinas;Teoria da Atribuição;Contabilidade;Desempenho - discente;Motivação na educação;Motivação discente;Ensino - Contabilidade;Desempenho Acadêmico - Contabilidade
Issue Date: 24-Apr-2018
Abstract: Esta pesquisa teve como objetivo identificar as principais causas percebidas como explicativas do desempenho esperado quando resulta em reprovação discente no Curso de Ciências Contábeis na Bahia. Para tanto, foi criado um modelo que pudesse captar a percepção de desempenho acadêmico do aluno sob a forma de resultados que ocasionaram em reprovação. Esse modelo conceitual teve como arcabouço teórico a Atribuição de Causalidade de Weiner, permitindo predizer o fenômeno sob a ótica dos elementos pertencentes a essa Teoria. Foram construídas dezesseis hipóteses que viabilizassem responder ao problema de pesquisa. Para isso, foram usadas a variável dependente percepção de reprovação, identificada como as proxies Reprovação Anterior declarada espontaneamente pelos respondentes (ReprovX) e Horas Diárias declaradas pelos respondentes (HsDia) e as variáveis independentes: o Conhecimento Prévio dos alunos, a Reincidência em Reprovações, o Tempo Extra dedicado ao estudo e as Formas de Avaliações predominantes. A amostra desta pesquisa foi composta por 476 discentes do Curso de Ciências Contábeis de oito Instituições de Ensino Superior das Regiões Metropolitanas de Salvador e de Feira de Santana. Para validar o instrumento de pesquisa utilizado fez-se uso de testes estatísticos quanto aos pressupostos de a) dimensionalidade, através da análise fatorial, índice KMO e do Teste de esfericidade de Bartlett; b) a confiabilidade, por meio do Alfa de Cronbach; e c) a convergência, utilizando o Coeficiente de Pearson.Foram realizadas análises descritivas, estatísticas do teste de Mann-Whitney e testes de Correlação de Spearman como subsídios às análises de dados. Os resultados encontrados apontaram como achados do estudo que: a) o tempo de estudo extra e o nível de conhecimento prévio não conseguiram explicar a percepção de reprovação; b) os respondentes atribuíram que existe relação positiva entre reprovação relatada espontaneamente e formas de avaliação; c) os respondentes atribuíram que dentre as formas de avaliação, aquelas em que há predominância de questões abertas provocam uma tendência de que a reprovação possa acontecer; d) que dentre as formas de avaliação, aquelas em que o tipo usado é com trabalhos escritos provocam uma tendência de que a reprovação seja evitada e e) a proxy Horas Diárias declarada pelos respondentes (HsDia) não conseguiu refletir a percepção de reprovação.Essa pesquisa constatou ainda que os discentes mais jovens percebem maior influência das Formas de Avaliação sobre o impacto na reprovação de disciplinas do que os discentes mais velhos e os discentes do sexo feminino percebem maior influência das Formas de Avaliação sobre o impacto na reprovação de disciplinas do que os discentes do sexo masculino. Conclui-se entre as hipóteses propostas e aceitas que pode-se afirmar a existência de relação entre o número de reprovações que os alunos declararam terem sofrido no curso (ReprovX) com a sua reincidência em reprovação e com as formas de avaliações aplicadas para mensurar o seu desempenho. Informações adicionais encontradas nesta pesquisa evidenciam que a interação entre reprovações indicadas (ReprovX) e questões abertas insinua reflexões sobre que tipo de julgamento de atribuição foi usado, de maneira que quando se usa avaliações com questões abertas o aluno se vê a si e ao outro como mais propenso a não atingir a nota de aprovação. Por outro lado, como a variável secundária Trabalhos Escritos também teve sua hipótese aceita, permite acarretar alegações sobre como foi julgado a atribuição dos alunos, visto que eles se viram e viram os outros, mais predispostos a serem aprovados quando o tipo de avaliação é por trabalhos escritos.
This research aimed to identify the main causes perceived as explanatory of the expected performance when it results in student disapproval in the Accounting Course in Bahia. For this, a model was created that could capture students' perception of their academic performance in the form of results that resulted in reprobation. This conceptual model had as theoretical framework the Weiner Attribution of Causality, allowing to predict the phenomenon from the point of view of the elements belonging to this Theory. Sixteen hypotheses were constructed that could answer the research problem. For this, we used the dependent variable of reprobation, identified as the proxies Previously declared spontaneously by the respondents (ReprovX) and Daily Hours declared by the respondents (HsDia) and the independent variables: Student's Prior Knowledge, Recidivism in Reprobations, The Extra Time dedicated to the study and the predominant Evaluations Forms. The sample of this research was composed by 476 students from the Accounting Course of eight Higher Education Institutions of the Metropolitan Regions of Salvador and Feira de Santana. To validate the research instrument used, statistical tests were used for a) dimensionality assumptions through factor analysis, KMO index and Bartlett sphericity test; B) reliability, through Cronbach's Alpha; and c) convergence, using the Pearson Coefficient. Descriptive analyzes, Mann-Whitney test statistics and Spearman correlation tests were performed as data analysis subsidies. The results found that: a) the extra study time and the level of previous knowledge could not explain the perception of reprobation; b) respondents attributed that there is a positive relationship between spontaneously reported reprobation and forms of evaluation; c) respondents attributed that among the forms of evaluation, those in which there is a predominance of open questions cause a tendency for reprobation to happen; d) that among the forms of evaluation, those in which the type used is with written works cause a tendency for the reprobation to be avoided and e) the proxy Daily Hours declared by the respondents (HsDia) failed to reflect the perception of disapproval. This research also found that younger students perceive a greater influence of the Assessment Forms on the impact on the disapproval of disciplines than the older students and female students perceive a greater influence of the Assessment Forms on the impact on the disapproval of disciplines than the male students. It is concluded among the hypotheses proposed and accepted that one can affirm the existence of a relation between the number of reprobations that the students declared to have undergone in the course (ReprovX) with their recurrence in reprobation and with the forms of evaluations applied to measure the performance. Additional information found in this research evidences that the interaction between indicated reprobations (ReprovX) and open questions hints at reflections on what type of attribution judgment was used, so that when evaluations are used with open questions the student sees himself and the other as more likely not to reach the passing grade. On the other hand, as the secondary variable Written Works also had its accepted hypothesis, allows to carry out claims on how the attribution of the students was judged, since they saw and saw the others, more predisposed to be approved when the type of evaluation is by written works.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/25792
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGCONT)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação completa versão repositorio.pdfDissertação com ficha catalográfica1.29 MBAdobe PDFView/Open
Ata da Defesa assinada.pdfAta da Defesa assinada210.7 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA