DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Dissertações de Mestrado Profissional (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/25729

Title: Educação Permanente em Saúde na Superintendência de Vigilância, Promoção e Proteção à Saúde do Tocantins.
Authors: Matias, Juliana Pinheiro
???metadata.dc.contributor.advisor???: Santos, Liliana
Keywords: Sistema Único de Saúde -SUS;Educação Permanente em Saúde;Serviços de Saúde
Issue Date: 12-Apr-2018
Abstract: Objetivo: Este estudo buscou analisar como os princípios da Educação Permanente em Saúde se manifestam na proposição e desenvolvimento dos Processos Educacionais ofertados pela Superintendia em Vigilância, Promoção e Proteção à Saúde, da Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Tocantins – SVPPS/SES/TO, aos servidores municipais e estaduais de saúde do Estado do TO. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa de caráter descritivo-analítico sobre o uso dos princípios da Educação Permanente em Saúde – EPS, nos processos educacionais ofertados por técnicos da SVPPS/SES/TO, aos trabalhadores do Sistema Único de Saúde tocantinense – SUS/TO, através da análise de documentos oficiais. Resultado: No período de 2012 a 2015 a SVPPS/SES/TO ofertou 144 (cento e quarenta e quatro) cursos aos profissionais de saúde do Estado do TO. Desse total, 47 (quarenta e sete) cursos foram analisados. Identificamos nos processos educacionais analisados o atendimento das necessidades dos usuários através da ampliação do acesso aos serviços já instalados e/ou da instalação de novos serviços e do fomento a formação de equipes humanizadas, dialéticas e informativas. Foram capacitados em sua maioria enfermeiros e médicos, embora a grande parte dos cursos tenha tido um público-alvo multiprofissional, o que não significa, porém, que os mesmos tenham garantido a compreensão do saber/fazer das diferentes categorias profissionais envolvidas. Os cursos eram em sua maioria tecnicista, biologista, centrados no modelo biológico do processo saúde-doença e reforçaram o modelo biomédico da assistência, mas observamos que houve um esforço para o uso de metodologias ativas no processo de ensino-aprendizagem, por meio da contextualização e problematização dos temas, do reconhecimento e valorização do conhecimento prévio dos educandos e uso de trabalhos em grupo. Conclusão: Para compreender os desafios que o sistema de saúde e a população tocantinenses demandam continuamente e fomentar a EPS na SVPPS/SES/TO, recomendamos a gestão a capacitação de seus técnicos sobre os princípios da EPS e as técnicas de metodologias ativas e de avaliação construtivista, bem como a construção do Projeto Político Pedagógico interno, a criação de espaços de EPS, a valorização do profissional e, sobretudo, a atualização dos cursos ofertados.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/25729
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado Profissional (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO FINAL.MP Juliana P. Matias. 2017.pdf1.96 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA