DSpace

RI UFBA >
Instituto de Ciências da Saúde - ICS >
Programa de Pós-graduação em Biotecnologia (PPGBiotec) >
Dissertações de Mestrado - (PPGBiotec) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/25292

Title: IXODOFAUNA EM FRAGMENTOS DE MATA ATLÂNTICA NO ESTADO DA BAHIA: RELAÇÃO PARASITO-HOSPEDEIRO E DETECÇÃO MOLECULAR DE PATÓGENOS ASSOCIADOS
Authors: Silva, Aretha Alves Borges Da
???metadata.dc.contributor.advisor???: Bahiense, Thiago Campanharo
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Portela, Ricardo Dias
Keywords: Animais silvestres;Ixodídeos;Zoonoses
Issue Date: 5-Feb-2018
Abstract: Carrapatos possuem uma ampla distribuição geográfica, sendo adaptados a diferentes tipos de biomas, dentre eles a Mata Atlântica. Diante da escassez de dados na literatura acerca de carrapatos que parasitam animais silvestres no estado da Bahia, o presente trabalho teve como objetivo descrever a relação entre carrapatos e os animais silvestres infestados, em municípios do estado da Bahia e detectar por metodologia molecular os patógenos presentes nos tecidos dos carrapatos obtidos. Um total de 241 carrapatos foi coletado por busca passiva ou ativa em animais silvestres procedentes de sete municípios do estado da Bahia. Os carrapatos foram classificados segundo chaves dicotômicas seguindo suas características morfológicas, sendo identificadas seis espécies, A. dissimile, A. nodosum, A. rotundatum, A. varium, Ixodes loricatus e Rhipicephalus sanguineus. Houve a detecção inédita do parasitismo por A. rotundatum no cágado-do-nordeste, Mesoclemmys tuberculata. Após dissecação, glândulas salivares e intestinos dos carrapatos foram analisados por PCR para investigação da presença de Rickettsia spp., Ehlichia spp., Babesia spp., Hepatozoon spp e de membros da família Anaplasmataceae. De 36 amostras analisadas, 03 (7.9%) foram positivas para Rickettsia spp., 07 (18,4%) para a família Anaplasmataceae e 06 (15,8%) para o gênero Hepatozoon. Pela primeira vez houve detecção de DNA de membros da família Anaplasmataceae em A. varium. Para os gêneros Ehrlichia e Babesia todas as amostras de tecido foram negativas. O presente trabalho demonstrou que répteis, anfíbios e mamíferos da mata Atlântica do estado da Bahia estão sendo submetidos a parasitismo por variadas espécies de carrapatos, e que estes ixodídeos estão albergando patógenos de importância zoonótica.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/25292
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - (PPGBiotec)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_ICS_ Aretha Alves Borges da Silva.pdf2.63 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA