DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Medicina da Bahia >
Pós-Graduação em Medicina e Saúde (PPGMS) >
Teses de Doutorado (PPGMS) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24197

Title: Prevalência dos fatores de riscos metabólicos e o impacto da promoção de alimentação e estilo de vida saudáveis no controle do excesso de peso em escolares
Authors: Pitangueira, Jaqueline Costa Dias
???metadata.dc.contributor.advisor???: Silva, Luciana Rodrigues
Keywords: Obesidade;Alimentação;Síndrome metabólica
Issue Date: 18-Sep-2017
Abstract: RESUMO Este trabalho objetivou identificar fatores de riscos metabólicos em escolares e estudar o efeito de estratégias promotoras de alimentação e estilo de vida saudável na prevenção e controle do excesso de peso. Trata-se de estudo quasi-experimental, do tipo antes e depois, constituído por amostra de 540 escolares do município de Mutuípe. A intervenção foi representada pelo aconselhamento nutricional e desenvolvimento de atividades promotoras de alimentação e estilo de vida saudáveis, foi voltada para as crianças, adolescentes e suas famílias ao longo dos 12 meses. A coleta das variáveis de interesse (medidas antropométricas, dados bioquímicos, estilo de vida, história mórbido familiar, dados socioeconômicos e demográficos) foi realizada ao início, 6 e 12 meses do seguimento, e também foram coletadas informações sobre adesão à intervenção. Para análise estatística, utilizou-se regressão de Poisson para identificar associações entre as variáveis de interesse; para avaliar o efeito da intervenção sobre as medidas antropométricas foi utilizado a equação de estimação generalizada. As análises foram realizadas no programa stata for Mac 12.0. A prevalência da síndrome metabólica foi de 12.8% na população estudada, sendo os componentes mais comuns os níveis reduzidos de HDLc (58,2%) e hipertrigliceridemia (41.8%). A síndrome metabólica associou-se ao excesso de peso (RP: 2.2 [1.22-3.95]), maior escolaridade paterna (RP: 2.19 [1.10-4.37]), aumento das concentrações séricas da lipoproteína de muito baixa densidade (RP: 1.08 [1.04-1.11]) e concentrações séricas simultaneamente aumentadas de homocisteína e cisteína (RP: 2.58 [1.32-5.04]). O programa de intervenção não foi efetivo para promover mudanças significantes no estado de obesidade abdominal e na média do IMC e da CC ao longo do tempo. Entretanto, observou-se o aumento de 13% (p=0.011) da prevalência de excesso de peso entre escolares que não aderiram às atividades de intervenção e não houve aumento significante da prevalência do excesso de peso entre aqueles que aderiram à intervenção. O programa de intervenção também foi favorável para promover mudanças no estilo de vida. A intervenção apresentou resultados positivos no controle da prevalência do excesso de peso infantil. Palavras chaves: Obesidade; Crianças; Adolescentes; Intervenção; Prevenção; Síndrome metabólica.
ABSTRACT This study aims to identify metabolic risk factors and study the effect of promotional feeding strategies and healthy lifestyle in the prevention and control of obesity in children and adolescents. It is a quasi-experimental study, with ‘before’ and ‘after’ stages, consisting of a sample of 540 children and adolescents of the city Mutuípe. The intervention was represented by nutritional counseling and the development of promotional healthy living and eating activities, and was geared towards children, adolescents and their families during 12 months. The collection of variables of interest (anthropometric measurements, dietary intake, biochemical data, lifestyle, family death record, socio-economic and demographic data) was performed at the beginning, at 6 and 12 month stages of follow-up, and information regarding adherence to intervention was also collected. For statistical analysis, we used Poisson regression to identify associations between variables of interest, and to assess the effect of intervention on anthropometric measures, we used the generalized estimation equation. Analyses were performed on the Stata program for Mac 12.0. The prevalence of the metabolic syndrome was 12.8 % in the population under study and which the most frequent component was a decreased high-density lipoprotein level (58.2%), followed by hypertriglyceridemia (41.8%). The metabolic syndrome was associated with obesity (PR : 2.2 [ 1.22 - 3.95 ]) , higher paternal schooling (PR : 2.19 [ 1.10 – 4.37 ]), low density serum concentration of lipoprotein (PR: 1.08 [ 1.04 – 1.11]) and simultaneously increased serum concentrations of homocysteine and cysteine (PR: 2.58 [ 1.32 – 5.04]). The intervention program was not effective in promoting significant changes in the state of abdominal obesity and mean BMI and WC over time. However, there was an increase of 13 % (p = 0.011) in the prevalence of obesity among adolescents who did not adhere to the intervention activities, and no significant increase in the prevalence of obesity among those who joined the intervention. The intervention program was also to promote positive changes in lifestyle. The intervention demonstrated positive results in controlling the prevalence of excess weight in children. Keywords: Obesity; Children; Adolescents; Intervention; Prevention Metabolic
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24197
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGMS)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE - JACQUELINE COSTA DIAS PITANGUEIRA.pdf9.32 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA