DSpace

RI UFBA >
Escola Politécnica >
Programa de Pós-Graduação em Engenharia Industrial (PEI) >
Dissertações de Mestrado Profissional (PEI) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24165

Title: Um modelo para avaliação da qualidade de vida no trabalho em instituição de ensino pública
Authors: Cavalcante, Roberto Medeiros da Fonsêca
???metadata.dc.contributor.advisor???: Pontes, Karen Valverde
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Bandeira, Anselmo Alves
Rocha, André Leite
Keywords: Qualidade de Vida no Trabalho;Modelo;Administração Pública;Produtividade
Issue Date: 6-Sep-2017
Abstract: Nas instituições modernas, os esforços e investimentos em Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) têm se tornado essenciais para a o aumento da produtividade e qualidade dos serviços prestados. Entretanto, o que se nota é que a QVT é um tema ainda pouco explorado na prática pelas organizações do setor público. Dessa forma, a presente dissertação apresenta um instrumento original de avaliação de QVT com a aplicação em uma Instituição de Ensino Pública Federal. O instrumento proposto neste estudo alia os principais aspectos de QVT presentes na literatura à uma perspectiva voltada para abordagem organizacional pública, produzindo um modelo que traduz a subjetividade da satisfação com a Qualidade de Vida no Trabalho para uma escala quantitativa, revelando-se como um instrumento organizacional de grande potencial principalmente para instituições públicas. A pesquisa resultou em um modelo composto por nove dimensões, com um total de 57 questões. O instrumento foi aplicado com 66 servidores do Campus Satuba do Instituto Federal de Alagoas (IFAL) e a confiabilidade do modelo foi comprovada através do uso do coeficiente Alfa de Cronbach que apresentou α=0,956, demonstrando consistência interna considerada muito alta. O índice geral de QVT obtido foi 4,88, considerado moderado diante dos cinco níveis possíveis estabelecidos (satisfatória, moderada, neutra, precária e risco). Das nove dimensões do modelo, uma apresentou QVT satisfatória (Trabalho e Vida Social, 5,90); cinco apresentaram QVT moderada (Aspectos Laborais, 4,92; Integração Social e Condições Psicológicas, 5,18; Relações Socioprofissionais, 4,77; Condições de Trabalho, 5,31 e Relevância Social do Trabalho, 5,44); e três apresentaram QVT neutra (Análise Salarial, 4,23; Oportunidades de Carreira, 4,22 e Abordagem Organizacional, 3,98). Além disso, constatou-se que o nível de Escolaridade interfere diretamente na QVT percebida pelos servidores da instituição. Portanto, o estudo resulta em uma alternativa eficaz para avaliação e desenvolvimento de programas de QVT em instituições públicas semelhantes, possibilitando que estas respondam eficientemente às exigências da sociedade, buscando o bem-estar dos servidores públicos e com isso a satisfação dos cidadãos em geral.
Abstract: In modern institutions, efforts and investments in Quality of Work Life (QWL) have become essential for increasing productivity and quality of services provided. However, what is noticeable is that the QWL is a topic still little explored in practice by public sector organizations. Thus, the present dissertation presents an original QWL assessment instrument with the application in a Federal Public Education Institution. The instrument proposed in this study combines the main aspects of QWL present in the literature to a perspective oriented towards a public organizational approach, producing a model that translates the subjectivity of satisfaction with the Quality of Work Life into a quantitative scale, revealing itself as an instrument organizational of great potential mainly for public institutions. The research resulted in a model composed of nine dimensions, with a total of 57 questions. The instrument was applied with 66 workers from the Campus Satuba of the Federal Institute of Alagoas (IFAL) and the reliability of the model was confirmed using the Cronbach Alpha coefficient, which presented α = 0.956, showing internal consistency considered very high. The general index of QWL obtained was 4.88, considered moderate in relation to the five possible levels established (satisfactory, moderate, neutral, precarious and risk). Of the nine dimensions of the model, one presented satisfactory QWL (Work and Social Life, 5.90); five presented moderate QWL (Labor Aspects, 4.92, Social Integration and Psychological Conditions, 5.18, Socioprofessional Relationships, 4.77, Working Conditions, 5.31 and Social Relevance of Work, 5.44); and three presented neutral QWL (Salary Analysis, 4.23, Career Opportunities, 4.22 and Organizational Approach, 3.98). In addition, it was found that the level of Schooling interferes directly in the QWL perceived by the institution's workers. Therefore, the study results in an effective alternative for the evaluation and development of QWL programs in similar public institutions, enabling them to respond effectively to the demands of society, seeking the welfare of public servants and thereby the satisfaction of citizens in general.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24165
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado Profissional (PEI)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_ROBERTO_QVT - 21-08-2017.pdf3.82 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA