DSpace

RI UFBA >
Instituto de Psicologia >
Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGPSI) >
Teses de Doutorado (PPGPSI) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/23966

Title: Avaliação da congruência pessoa-ambiente e suas relações com satisfação no trabalho e preferência por estilos de liderança.
Authors: Brito, Fernanda de Souza
???metadata.dc.contributor.advisor???: Magalhães, Mauro de Oliveira
Keywords: Congruência Pessoa - Ambiente;Interesses Ocupacionais;Ambientes Ocupacionais;Satisfação no trabalho;Preferências por Estilos de Liderança
Issue Date: 14-Aug-2017
Abstract: Esta pesquisa investigou relações entre congruência pessoa-ambiente, satisfação no trabalho e preferência por estilos de liderança. A congruência refere-se ao grau de similaridade entre características pessoais e ambientais. A tipologia desenvolvida por Holland (1997) favorece a avaliação da congruência pois oferece uma descrição análoga entre tipos de interesses e de ambientes ocupacionais, caracterizando-os em seis tipos: realista (R), investigativo (I), artístico (A), social (S), empreendedor (E) e convencional (C). O modelo RIASEC assume que pessoas buscam ocupações congruentes com seus interesses e que a congruência está relacionada à satisfação no trabalho. Estudos de revisão da literatura têm encontrado relações inconsistentes e sugerido a construção de medidas psicométricas para avaliação de ambientes ocupacionais e a investigação de variáveis moderadoras da relação congruência-satisfação. Considerou-se também a necessidade de compreender processos de gestão de pessoas que podem estar relacionados à congruência e satisfação, através da investigação das preferências dos estilos de liderança de trabalhadores congruentes. Desse modo, o presente trabalho foi organizado em três artigos. O primeiro teve por objetivo construir e validar o Inventário de Classificação Ocupacional (ICO), para avaliação dos tipos de ambientes RIASEC. O segundo explorou a influência das variáveis moderadoras saliência de carreira, tipos de interesse e diferenciação de interesses na relação congruência-satisfação. O terceiro analisou preferências por estilos de liderança entre trabalhadores congruentes. Participaram desta pesquisa um total de 993 trabalhadores (368 homens e 625 mulheres), com idades entre 18 e 76 anos, e com, no mínimo, seis meses de trabalho na mesma atividade profissional. Os participantes responderam ao ICO e a medidas de interesses ocupacionais, satisfação intrínseca com o trabalho, saliência de carreira e preferências por estilos de liderança. As análises fatoriais exploratórias e confirmatória indicaram que o ICO apresentou uma estrutura de seis fatores, de acordo com expectativa teórica e as escalas RIASEC apresentaram índices de consistência interna satisfatórios. Desse modo, o ICO foi utilizado para avaliação da congruência e os índices de congruência gerados apresentaram correlações significativas com satisfação intrínseca no trabalho. A relação entre congruência e satisfação foi significativa e mais intensa somente entre trabalhadores com baixa saliência de carreira, com elevada diferenciação em seu perfil de interesses e/ou que possuem tipo de interesse predominantemente investigativo. Concluiu-se que quanto menos o trabalhador se importar com sua carreira e mais diferenciado seu perfil de interesses, mais relevante se torna desempenhar uma ocupação compatível com seus interesses para que ele se sinta satisfeito, especialmente se seu tipo de interesse predominante for investigativo. Em contrapartida, uma elevada saliência de carreira parece neutralizar os efeitos negativos da incongruência na satisfação com o trabalho. Sugere-se admitir, portanto, que pessoas que atribuem elevada importância à carreira encontram alternativas de realização profissional mesmo em ambientes de trabalho não totalmente congruentes com seus interesses. Na investigação da preferência por estilos de liderança entre trabalhadores congruentes, houve maior preferência pela liderança orientada para tarefa em trabalhadores de interesses empreendedores, comparativamente aos artísticos, e maior preferência pela liderança orientada para pessoas em trabalhadores sociais, comparados aos realistas. Estes resultados corroboram expectativas teóricas e sugere-se que adaptar o estilo de liderança atual ao estilo de liderança preferido pelo liderado pode acentuar satisfação e desempenho no trabalho. Demais implicações teóricas e práticas são discutidas.
This research investigates relationships between person-environment congruence, job satisfaction, and preference for leadership styles. Congruence refers to a degree of similarity between personal and environmental characteristics. The typology developed by the Holland has an evaluation of the congruence to offer an analogical description between types of interests and occupational environments, characterizing them in six types: realistic (R), investigative (I), artistic (A), social (S), entrepreneur (E) and conventional (C). The RIASEC model assumes that people seek congruent occupations with their interests and that congruence is related to job satisfaction. Review studies have found inconsistent results and suggested the construction of psychometric measures for the evaluation of occupational environments and an investigation of the moderating variables of the congruence-satisfaction relationship. Consider also a need for management processes that may be related to congruence and satisfaction by researching the preferences for leadership styles among congruent workers. In this way, the present work was organized in three articles. The first article had the objective of constructing and validating the Occupational Classification Inventory (ICO) to evaluate the types of RIASEC environments. The second explored the influence of the moderating variables career salience, interest types and interest differentiation in the congruence-satisfaction relationship. And the third analyzed preferences for leadership styles among congruent workers. A total of 993 workers (368 men and 625 women), aged between 18 and 76 years, and with at least six months of work in the same professional activity participated in this study. Participants responded to ICO and measures of occupational interest, intrinsic job satisfaction, career salience, and preferences for leadership styles. Exploratory and confirmatory factorial analyzes indicated that the ICO presented a six factor structure, according to the theoretical expectation and RIASEC scales presented satisfactory internal consistency indices. Thus, ICO was used to evaluate the congruence and the congruence indexes generated showed significant correlations with intrinsic satisfaction in the work. The relationship between congruence and satisfaction was significant and more intense only among workers with low career salience, with a great difference in their profile of interests and/or what type of predominantly investigative interest. It is concluded that the less the worker cares about his career and the more differentiated his profile of interests, the more relevant it becomes to perform an occupation congruent with his interests so that he is satisfied, especially if his predominant type of interest for investigative. In contrast, a high career salience seems to neutralize the negative effects of job satisfaction incongruity. It is suggested, therefore, that people who attach great importance to career find alternatives to professional fulfillment even in work environments not wholly congruent with their interests. With regard a research of the preference for leadership styles among congruent workers, there was a greater preference for task-oriented leadership in entrepreneurs' workers, compared to artistics, a greater preference for people-oriented leadership in social workers, compared to realists. These results corroborate theoretical expectations and it is suggested that adapting the current leadership style to the leadership style preferred by the leader can accentuate job satisfaction and performance. Other theoretical and practical implications are discussed.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/23966
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGPSI)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE Fernanda Brito.pdf1.53 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA