DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) >
Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais (PPGCS) >
Dissertações de Mestrado (PPGCS) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/23922

Title: O fruto proibido: imagens das fábricas recuperadas argentinas
Authors: Catalan, Lucas Barreto
???metadata.dc.contributor.advisor???: Câmara, Antônio da Silva
Keywords: Documentário (cinema)-Argentina.;Cinema-Argentina.;Fábricas-Recuperação.;Cinema-Capitalismo.;Movimentos sociais.
Issue Date: 10-Aug-2017
Abstract: Este trabalho tem como objetivo analisar a representação das lutas sociais no movimento das fábricas recuperadas argentinas, percebendo as dificuldades, resistência e conteúdos utópicos presentes nas películas. Esta experiência de resistência da classe trabalhadora se insere no contexto de forte crise econômica do país do final dos anos 1990 e inicio dos anos 2000, marcada por perdas bruscas de postos de trabalho. As fábricas recuperadas foram a saída encontrada por alguns para se manterem trabalhando e vivendo dignamente. São estudados, através da metodologia da decupagem, dois filmes documentários: Mate y Arcilla (2003), dos grupos Ak Kraak e Alavío, representando a luta dos trabalhadores da Zanon; e Brukman Bajo Control Obrero (2003), de Carlos Pronzato, representando o cotidiano das trabalhadoras da fábrica têxtil Brukman. Nestas obras percebemos a reconstrução dos períodos turbulentos das tomadas e ocupações das fábricas, em especial o cotidiano dos trabalhadores na construção de uma nova forma de organização do trabalho, pautada na autogestão.
This work aims to analyze the representation of social struggles in the Argentine movement of recovered factories, perceiving the difficulties, resistance, and utopian contents present in the films. This experience of resistance of the working class was inserted in the context of a strong economic crisis in the country with sudden losses of jobs.The recovered factories were the solution found by some of these workers to keep working and living in dignity. Two documentary films were studied through the methodology of decoupage: Mate y Arcilla (2003), made by the groups Ak Kraak and Alavío, representing the struggle of the workers at Zanon factory; and Brukman Bajo Controle Obrero (2003), by Carlos Pronzato, representing the daily life of the workers of the Brukman textile factory. In these documentaries we see the reconstruction of the turbulent periods of the factory occupations, especially the daily life of this workers, who seek the construction of a new form of work organization, based on selfmanagement.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/23922
ISSN: Dissertação
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGCS)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação - VERSÃO FINAL Final.pdf2.24 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA