DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) >
Programa de Pós-Graduação em Estudos Interdisciplinares sobre Mulheres, Gênero e Feminismo (PPGNEIM) >
Teses de Doutorado (PPGNEIM) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/23891

Title: Imagens reveladas, diferenças veladas: relações de gênero na dinâmica do espaço público na cidade do Salvador, Bahia
Authors: Vieira, Claudia Andrade
???metadata.dc.contributor.advisor???: Costa, Ana Alice Alcântara
Keywords: Gênero.;Espaço Público.;Cidade.;Mulheres - História.;Espaços públicos.;Mulher – Salvador (BA).
Issue Date: 8-Aug-2017
Abstract: Esta pesquisa tem como objetivo primeiro problematizar o lugar das mulheres no espaço público da cidade do Salvador, Bahia, numa perspectiva multidisciplinar. A análise pressupõe que o espaço público não é neutro, sobretudo se avaliado na perspectiva das relações de gênero, classe e raça. Pensar na cidade como espaço demarcado pelo gênero é reconhecer que as transformações nas relações de gênero devem ser consideradas como parâmetro fundamental nas mudanças ocorridas no espaço. A reestruturação das atividades de homens e mulheres é um componente central neste processo, pois homens e mulheres percebem e usam a cidade de maneira diferente e a vida cotidiana das mulheres é qualitativamente distinta da dos homens – mesmo quando pertencem à mesma classe social, raça ou etnia, zona habitacional ou bairro. Por outro lado, a cidade atende às diferentes demandas de maneira desigual, o que significa o reconhecimento de que a vida cotidiana dos seus habitantes está condicionada, em grande medida, pelo modo de organização física da estrutura urbana, pela localização dos seus serviços e a quantidade e qualidade dos mesmos. Quais as fronteiras, limites e possibilidades das mulheres na relação com o espaço público, no que se refere ao desempenho das atividades profissionais e de trabalho? Analisar as assimetrias de gênero no acesso, uso e usufruto do espaço público, cujo recorte espacial é o Centro Antigo da Cidade do Salvador, Bahia, das primeiras décadas do século XX, é o principal desafio desta investigação. A relação com a urbe envolve localizar as mulheres no seu labor, no exercício da sua atividade profissional, identificar os lugares possíveis para o sexo feminino, assim como os limites e as fronteiras de gênero invisíveis na cidade. Uma vez realizado o mapeamento da presença das mulheres no espaço urbano, assim como alguns deslocamentos nas fronteiras de gênero, desenvolve-se a crítica à noção de âmbitos público e privado, tradicionalmente pensados como fronteiras claramente separadas. Ao considerar a noção âmbito público compreendido na sua multiplicidade, a pergunta que se coloca é: em que medida as mulheres estavam excluídas do espaço público da cidade? Para a realização desta pesquisa foram explorados vestígios históricos diversificados, com destaque para a iconografia da cidade – fotografias, mapas e frontispício –, memórias de viajantes, memórias de mulheres sobre o espaço público, pesquisas realizadas no período investigado, dados demográficos, além da bibliografia específica sobre o tema.
This research has as the first objective problematize the place of women in the public space of the city of Salvador, Bahia, in a multidisciplinary perspective. The analysis presupposes that public space is not neutral, especially when assessed from the perspective of gender relations, class and race. Thinking about the city as a space demarcated by gender is recognize that transformations in gender relations must be considered as the fundamental parameter changes occurred in space. The restructuring of the activities of men and women is a central component in this process, because men and women perceive and use the city differently, and everyday life of women is qualitatively distinct from that of men - even when they belong to the same social class, race or ethnicity, residential area or neighborhood. On the other hand, the city serves different demands unevenly. It means the recognition that the daily life of the inhabitants of the city is conditioned largely by way of the physical organization of the urban structure, the location of their services and the quantity and quality of these. What are the boundaries, limits and possibilities of women in relation to the public space, with regard to the performance of professional activities and work? Analizing the gender asymmetries in access, use and usufruct of public space whose spatial is the center of the Old City of Salvador, Bahia, in the early decades of the twentieth century, is the main challenge of this research. The relationship with the metropolis involves locating women in their labor, in the exercise of their professional activity, identify possible places for females as well as the limits of the invisible boundaries of gender in the city. Once the mapping of the presence of women in urban space, as well as some shifts in gender boundaries, it was criticized the notion of the public and private sectors, traditionally thought of as boundaries clearly separated. Considering the notion public sphere understood in its multiplicity, the question that arises is to what extent women were excluded from the public space of the city? For this research were explored historical remains diversified, with an emphasis on the iconography of the city - photographs, maps and frontispiece – memories of travelers, memories of women about public space, surveys conducted in the period investigated, demographics, and specific references on the subject.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/23891
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGNEIM)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese - Claudia Andrade Vieira.pdf16.3 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA