DSpace

RI UFBA >
Instituto de Ciências da Saúde - ICS >
Programa de Pós-Graduação em Processos Interativos dos Órgãos e Sistemas (PPGORGSISTEM) >
Artigos Publicados em Periódicos (PPGORGSISTEM) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/23288

Title: A violência praticada contra a criança no Estado da Bahia: autoria e meios de agressão
Other Titles: Revista de Ciências Médicas e Biológicas
Authors: Barreto, Christianne Sheilla Leal Almeida
Martins Júnior, Davi Felix
Araújo, Roberto Paulo Correia de
Keywords: Epidemiologia.;Violência infantil.;Sistemas de Informação.
Issue Date: Jan-2016
Publisher: Instituto de Ciências da Saúde/Universidade Federal da Bahia
Citation: BARRETO, C. S. L. A.; MARTINS JÚNIOR, D. F.; ARAÚJO, R. P. C. de. A violência praticada contra a criança no Estado da Bahia: autoria e meios de agressão. Rev. Ciênc. Méd. Biol., Salvador, v. 15, n. 1, p. 82-87, jan./abr. 2016
Abstract: Introdução: a violência é um desafio que está presente em todas as sociedades, causando não somente impacto social como também para a saúde da população. Quando a vítima é uma criança, geralmente envolve uma relação assimétrica e desigual de poder, manifestada especialmente pela força física, dominação e opressão familiar. A literatura nacional e internacional revela que o autor principal dos atos de violência contra crianças é alguém de seu círculo de convivência e o ambiente familiar é o lócus principal para a ocorrência dessas agressões. Objetivo: verificar o perfil dos autores da violência contra crianças residentes no Estado da Bahia entre 2008 e 2014, utilizando informações disponíveis no banco de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação - SINAN da Secretaria Estadual da Saúde. Metodologia: estudo descritivo que buscou levantar e analisar a frequência dos casos de violência praticada contra crianças baianas de 0 a 11 anos de idade registrados no SINAN, com referência ao sexo e ao vínculo ou grau de parentesco da criança com a autoria da violência. Resultados: analisando-se os dados referentes ao suposto autor da agressão, este estudo apontou que a maioria dos autores pertencia ao sexo masculino, em 1.418 (39,3%) casos notificados pelo menos um dos pais biológicos esteve envolvido com a autoria da violência, constatando-se que em 2.818(78,1%) situações verificadas, o autor foi alguém que a criança já conhecia. Quanto aos meios de agressão utilizados pelos autores da violência, em 1.212 (50,3%) dessas notificações, os agressores utilizaram a força corporal para praticar a violência. Conclusão: A maioria das crianças foi agredida por indivíduos do sexo masculino, pertencentes ao seu círculo social, com envolvimento de pelo menos um dos pais biológicos. Outrossim, a força corporal foi o meio de agressão mais utilizado pelos autores da violência.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/23288
ISSN: 2236-5222
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos (PPGORGSISTEM)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
A VIOLÊNCIA....pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA