DSpace

RI UFBA >
Instituto de Ciências da Saúde - ICS >
Programa de Pós-Graduação em Processos Interativos dos Órgãos e Sistemas (PPGORGSISTEM) >
Artigos Publicados em Periódicos (PPGORGSISTEM) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/22909

Title: Avaliação comparativa em seios maxilares com fantoma na radiologia convencional
Other Titles: Revista de Ciências Médicas e Biológicas
Authors: López, Guillermo Alberto
Campos, Paulo Sergio Flores
Keywords: Seios maxilares.;Radiografia Dentária.;Radiografia Panorâmica.
Issue Date: May-2012
Publisher: Instituto de Ciências da Saúde/ Universidade Federal da Bahia
Citation: R. Ci. med. biol., Salvador, v.11, n.2, p.159-162, mai./set. 2012.
Abstract: Introdução – Os seios maxilares correspondem aos ossos maxilares, classificados como ossos pneumáticos. O maxilar é um osso difícil de ser avaliado, devido a suas irregularidades e por conter o seio (cavidade). O conhecimento dessas estruturas pelos dentistas radiologistas que realizam a avaliação é necessário, a fim de evitar falhas terapêuticas e iatrogenias. Material e métodos – Utilizou-se um fantoma de crânio e pescoço, por fornecer avaliação abrangente do sistema de imagem e técnicas de imagem em condições realistas. Foram adquiridas imagens com os protocolos de radiodiagnóstico convencional, com as incidências de seios maxilares, pelo método de Waters, lateral de face e Hirtz, para comparação e avaliação de três dentistas radiologistas. Resultados – A radiografia lateral de face obteve 100% de aprovação, a radiografia de Waters obteve 74,9% e a radiografia de Hirtz obteve 58,3%. Discussão – Como os seios maxilares são frequentemente visualizados em radiografias odontológicas convencionais, assim como em algumas radiografias de crânio, é preciso conhecer a anatomia dos seios maxilares, incluindo formato, tamanho, variações anatômicas e estruturas relacionadas, para definir qual a melhor incidência radiológica para avaliação. Conclusão – Depreende-se, como melhor incidência radiográfica, a radiografia lateral de face, para avaliação de estruturas, patologias e seguimento do tratamento. Em segundo lugar, situa-se a incidência de Waters e, em terceiro, a incidência Hirtz.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/22909
ISSN: 2236-5222
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos (PPGORGSISTEM)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
7_v.11_2.pdf286.77 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA