DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Artigos Publicados em Periódicos Nacionais (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/2235

Title: Tendência da transmissão vertical de Aids após terapia anti-retroviral no Brasil
Other Titles: Revista de Saúde Pública
Authors: Brito, Ana Maria de
Sousa, Jailson Lopes de
Luna, Carlos Feitosa
Dourado, Maria Inês Costa
???metadata.dc.contributor.advisor???: Transmissão vertical de doença, prevenção e controle
Keywords: Síndrome de imunodeficiência adquirida, transmissão;Acquired immunodeficiency syndrome, transmission;HIV;Análise de regressão;Agentes anti-HIV;Transmissão vertical de doença, estatística e dados numérico;Regression analysis;Anti-HIV agents;Disease transmission, vertical, prevention & control;Disease transmission, vertical, statistics & numerical data
Issue Date: 2006
Abstract: OBJETIVO: O crescimento de casos de Aids entre mulheres teve como conseqüência o aumento da transmissão vertical da infecção pelo vírus da imunodeficiência adquirida. Medidas de controle dessa modalidade de transmissão foram implementadas a partir de 1996. O objetivo do estudo foi analisar a tendência temporal da transmissão vertical de Aids em crianças brasileiras. MÉTODOS: Foram incluídas no estudo crianças nascidas entre 1990 e 2001 no Brasil. Utilizou-se o banco de casos notificados como Aids em menores de 13 anos, no período de 1990 a 2004. Modelos de regressão exponencial, ajustados à série temporal, forneceram as taxas de variação anual e os valores observados e esperados para todo o período. RESULTADOS: Observou-se tendência significativamente crescente para os casos com ano de nascimento no período anterior à introdução da terapia anti-retroviral, com taxa de crescimento em torno de 12% (t<0,003) ao ano, e com diferenciais entre os Estados entre 5,9% e 31%. A análise dos casos observados e esperados, para cada uma das macrorregiões, mostrou uma redução dos casos para as crianças nascidas a partir de 1997, atingindo cifras consistentemente menores a cada ano. O número de casos notificados para crianças nascidas em 2001 representou menos de 90% dos casos esperados. CONCLUSÕES: Os resultados obtidos sugerem uma resposta favorável à implementação das políticas de intervenção na prevenção da transmissão vertical do HIV, no Brasil, como ocorreu em outras partes do mundo.
Description: p. 18-22
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/2235
ISSN: 0034-8910
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos Nacionais (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
04.pdf116.27 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA