DSpace

RI UFBA >
Escola de Nutrição >
Artigos Publicados em Periódicos (Nutrição) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/2192

Title: Determinantes dos déficits ponderal e de crescimento linear de crianças menores de dois anos
Other Titles: Revista Saúde Pública
Authors: Oliveira, Valterlinda Alves de
Assis, Ana Marlucia de Oliveira
Pinheiro, Sandra Maria Conceição
Barreto, Mauricio Lima
Keywords: Desnutrição protéico-energética. Lactente. Pesos e medidas corporais. Fatores de risco. Condições de vida. Estudos transversais.;Protein-energy malnutrition. Infant. Body weights and measures. Risk factors. Social conditions. Cross-sectional studies.
Issue Date: 2006
Abstract: OBJETIVO: Identificar os determinantes da desnutrição energético-protéica que ocasionam déficits ponderal e de crescimento linear em crianças. MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo 1.041 crianças (menores de dois anos de idade) de 10 municípios do Estado da Bahia, de 1999 a 2000. Utilizou-se a técnica de regressão logística e estratégia da abordagem hierárquica para identificar os fatores associados ao estado antropométrico. RESULTADOS: O modelo final para déficit no crescimento linear revelou como determinante básico: a posse de dois ou menos equipamentos domésticos (OR=2,9; IC 95%: 1,74-4,90) e no nível subjacente, a ausência de consulta pré-natal (OR=2,7; IC 95%: 1,47-4,97); entre os determinantes imediatos o baixo peso ao nascer (<2.500 g) (OR=3,6;IC 95%: 1,72-7,70) e relato de hospitalização nos 12 meses anteriores à entrevista (OR=2,4; IC 95%: 1,42-4,10). Fatores determinantes no déficit ponderal nos níveis básico, subjacente e imediato foram, respectivamente: a renda mensal per capita inferior a ¼ do saláriomínimo (OR=3,4; IC 95%: 1,41-8,16), a ausência de pré-natal (OR=2,1; IC 95%: 1,03- 4,35), e o baixo peso ao nascer (OR=4,8; IC 95%: 2,00-11,48). CONCLUSÕES: Os déficits ponderal e linear das crianças foram explicados pela intermediação entre as precárias condições materiais de vida e o restrito acesso ao cuidado com a saúde e a carga de morbidade. Intervenções que melhorem as condições de vida e ampliem o acesso às ações do serviço de saúde são estratégias que caminham na busca da eqüidade em saúde e nutrição na infância.
Description: p. 874-82
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/2192
ISSN: 0034-8910
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos (Nutrição)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ao-4858.pdf48.12 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA