DSpace

RI UFBA >
Instituto de Geociências >
Programa de Pós-Graduação em Geologia (PGGEOLOGIA) >
Dissertações de Mestrado (PGGEOLOGIA) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/21524

Title: Petrologia do Stock Litchfieldítico Itaju do Colônia, Sul da Bahia
Authors: Cabral, Eraldo Bulhões
???metadata.dc.contributor.advisor???: Conceição, Herbet
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Rios, Débora Correia
Keywords: geoquímica;Petrologia;Stock Litchfieldítico
Issue Date: 19-Feb-2017
Abstract: Esse estudo teve por objetivos compreender melhor a evolução das texturas, química dos minerais e a geoquímica de rocha total das rochas do Stock Litchfieldítico Itaju do Colônia. Esse stock localiza-se no sul da Bahia, aflora por aproximadamente 1 km2, e a sua idade U-Pb em titanita de 732 ± 8 Ma, o correlaciona a Província Alcalina do Sul do Estado da Bahia. Ele contém a maior reserva brasileira de sodalita sienito de cor azul a qual é explotada para fins ornamentais e artefatos de joalheria. O corpo em estudo tem forma elipsoidal e encontra-se encaixado em metamorfitos arqueano-paleoproterozoicos. Os contatos com as encaixantes fazem-se de forma brusca, sendo frequentemente marcados pela presença de diques de sienito. O estudo petrográfico realizado permitiu identificar a presença de três conjuntos foidolitos tendo-se por base o conteúdo modal da sodalita: (i) 12% a 15%, (ii) 37% a 45% e (iii) 64%. Essas rochas têm como minerais, além da sodalita, o feldspato alcalino pertítico, aegirina, nefelina, albita, cancrinita, biotita, mica branca e minerais acessórios de carbonatos, zircão, titanita, apatita e minerais opacos. Os dados químicos dos minerais permitiram identificar a presença de aegirina praticamente pura, feldspatos reequilibrados a baixas temperaturas, nefelina com baixo conteúdo na molécula de quartzo, biotita rica na molécula de annita (Fe/[Fe+Mg]>96), sodalita com conteúdos de cloro entre 6 e 7%, e ainda a presença de analcima, calcita, magnetita e paragonita. Os dados geoquímicos destes sienitos revelaram que eles apresentam conteúdo total de álcalis superior aos dos nefelina sienitos usuais da literatura. Eles são peralcalinos (dominantemente miasquíticos, com algumas amostras com afinidade agpaíticas) e a sua evolução química é similar as observadas nas suítes subsaturadas em óxido de silício da Província Alcalina do Sul do Estado da Bahia. Em diagramas de Harker observa-se decréscimo em todos os elementos dosados com a diminuição do SiO2, exceto para o Na2O e Al2O3, refletindo a cristalização importante da nefelina e sodalita no final. Nota-se que alguns destes sienitos apresentam coríndon normativo traduzindo tendência evolucional para termos peraluminosos. Os ETR mostram tendência de diminuição de seus conteúdos com a diferenciação, onde os termos menos evoluídos tendem a apresentar fraca anomalia negativa em Eu, e os mais evoluídos apresentam menor conteúdo total de ETR e forte anomalia positiva em Eu.
ABSTRACT - This study aimed to better understand the evolution of textures, mineral chemistry and whole rock geochemistry of the rocks from the Itaju do Colônia Litchfieldite Stock. This stock is located in southern Bahia, has about 1 km2 and an UPb age of titanite at 732 ± 8 Ma, the correlates Alkaline Province of South Bahia. It contains the largest reserve Brazilian sodalite syenite blue color which is exploited for ornamental purposes, and articles of jewelry. The body has a ellipsoid shape and is emplaced in metamorphic ArcheanPaleoproterozoic. The contacts with the host rocks make up abruptly, often marked by the presence of syenite dykes. The petrographic study has allowed us to identify the presence of three sets foidolitos taking as a basis the modal content of the sodalite: (i) 12% to 15%, (ii) 37% to 45% and (iii) 64%. These rocks have as minerals, sodalite beyond the pertítico alkali feldspar, aegirine, nepheline, albite, cancrinite, biotite, white mica and carbonate accessory minerals, zircon, titanite, apatite and opaque minerals. The chemical data of minerals possible to identify the presence of substantially pure aegirine, feldspar rebalanced at low temperatures, nepheline with a low quartz content in the molecule, biotite rich in annita molecule (Fe/[Fe + Mg]> 96), with content sodalite Chlorine between 6 and 7%, and the presence of analcime, calcite, magnetite and paragonita. The geochemical data of these syenites revealed that they have total alkali content greater than that of nepheline syenite usual literature. They are peralkaline (dominantly miasquíticos, with some samples affinity agapaíticas) and its chemical evolution is similar to the suites observed in sub-saturated silicon from Alkaline Province of South Bahia. In Harker diagrams observed decrease in all measured elements with decreasing SiO2 except for Na2O and Al2O3, reflecting the important crystallization of nepheline and sodalite in the end. Some of these syenites exhibit has normative corundum translating tendency for evolutionary terms peraluminous. The REE show decreasing trend of its contents with differentiation, where the terms tend to be less evolved weak anomaly, and in the more evolved have lower total REE content and strong positive anomaly in Eu.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/21524
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PGGEOLOGIA)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_Eraldo Bulhões Cabral_2013.pdf6.35 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA