DSpace

RI UFBA >
Escola de Enfermagem >
Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGENF) >
Dissertações de Mestrado (PPGENF) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/20784

Title: Tendência da mortalidade feminina por agressões nas microrregiões do estado da Bahia
Authors: Mota, Tilson Nunes
???metadata.dc.contributor.advisor???: Gomes, Nadirlene Pereira
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Felzemburgh, Ridalva Dias Martins
Keywords: Violência Contra a Mulher;Gênero;Saúde da Mulher;Saúde Pública;Políticas Públicas de Saúde
Issue Date: 7-Oct-2016
Abstract: O feminicídio é um crime vivenciado pelas mulheres, geralmente perpetrado por homens e encontra-se arraigado na crença, socialmente compartilhada, do poder de dominação masculina sobre o corpo e a vida da mulher. Este estudo teve como objetivos analisar e descrever as características da tendência da mortalidade por agressões nas microrregiões do Estado da Bahia, Brasil, 2000 a 2012. Trata-se de um estudo ecológico com dados secundários oriundos do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM). Foram calculados os coeficientes de mortalidade por agressão, em seguida efetuou-se o método direto de padronização. A análise de tendência foi executada por meio do modelo de regressão linear simples, tendo como variável dependente os coeficientes de mortalidade e como independente, os anos de ocorrência dos óbitos. Além disso, realizamos a analise descritiva das mortes por agressões estratificadas por local de ocorrência do óbito, faixa etária, cor/raça e escolaridade. Registrou-se, no SIM, 3.342 óbitos por feminicídio, com uma maior predominância entre as mulheres jovens, na faixa etária entre 20 e 29 anos, negras, com baixa escolaridade e que foram a óbito em via pública. No que tange a tendência da mortalidade por feminicídio, observou-se que 56,25% das 32 microrregiões do estado da Bahia permaneceram estáveis e 43,75% tendência crescente. Diante dos achados, percebemos a necessidade da adoção de medidas para o enfrentamento de fatores determinantes e condicionantes para o feminicídio na Bahia. Bem como, empoderar as mulheres através de qualificações profissionais que estimulem a sua inserção no mercado de trabalho e oportunize a autonomia financeira. Faz-se necessário ainda o maior incentivo a políticas públicas voltadas ao enfrentamento da violência contra a mulher com interface para a geração de renda.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/20784
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGENF)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_ Enf_ Tilson Nunes Mota.pdf701.65 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA