DSpace

RI UFBA >
Escola Politécnica >
Programa de Pós-Graduação em Engenharia Quimica (PPEQ) >
Dissertações de Mestrado (PPEQ) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/19544

Title: Utilização da fibra de bananeira como adsorvente em derramamento de petróleo
Authors: Borges, Thaíse da Silva
???metadata.dc.contributor.advisor???: Silva, Silvana Mattedi e
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Silva, Ana Cristina Morais da
Keywords: Petróleo;Derramamento de óleo;Adsorção;Bananeira;Fibras
Issue Date: 20-Jun-2016
Abstract: O petróleo é a maior fonte de geração de energia da atualidade, mas durante sua exploração, produção, transporte e armazenamento podem ocorrer derramamentos, que causam sérios danos ao meio ambiente e à economia local. Após a ocorrência de um derramamento de óleo no meio aquático, os impactos podem ser reduzidos por meio da implantação de métodos de remediação. Dentre os métodos disponíveis, os processos de separação são muito utilizados, dentre eles, a adsorção. Atualmente, os materiais sintéticos são os materiais sorventes mais utilizados para contenção e remoção de petróleo em derramamentos. Nesse contexto, as fibras naturais se apresentam como uma opção de material sorvente com as vantagens de serem materiais naturais, obtidos de fontes renováveis, biodegradáveis e de menor custo, em relação aos materiais sintéticos. O objetivo deste trabalho é o estudo da utilização da fibra obtida do pseudocaule da bananeira prata ( como material adsorvente em derramamento de petróleo. A fibra obtida do pseudocaule da bananeira foi caracterizada por seu Teor de Hemicelulose, Celulose e Lignina, Análise Termogravimétrica, Microscopia Óptica e Microscopia Eletrônica de Varredura. Foram determinadas as características físicas dos dois petróleos utilizados: viscosidade, massa específica, temperatura inicial de aparecimento dos cristais (TIAC), ponto de fluidez, ⁰API. Realizou-se um planejamento estatístico para a identificação das variáveis significativas no processo investigado. As variáveis avaliadas foram: volume de petróleo, temperatura e agitação do sistema. Dentre elas, a única que apresentou influência significativa no processo de sorção foi o volume de petróleo. Foram obtidas curvas de cinética e equilíbrio de adsorção. Para a construção das curvas de cinética de adsorção a fibra de bananeira foi utilizada como adsorvente de dois petróleos com viscosidades diferentes, a 40⁰C, em sistema agitado e intervalos de tempo pré-definidos até ser atingido o tempo de equilíbrio. As curvas revelaram o tempo necessário para a fibra atingir sua saturação com cada um dos petróleos e revelou que a fibra apresentou maior capacidade de sorção para o óleo menos viscoso, embora sua cinética tenha sido mais lenta. A curva do equilíbrio de adsorção foi obtida utilizando-se volumes crescentes do petróleo menos viscoso, a 40⁰C, em sistema agitado e tempo de contato entre a fibra e o sistema água/petróleo por 1 hora. Os resultados indicaram capacidade de adsorção de 3,7 gadsorvato/gadsorvente. Os dados de equilíbrio de adsorção foram correlacionados utilizando os modelos das isotermas de Freundlich, Langmuir e Temkin
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/19544
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPEQ)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação Thaíse da Silva Borges.pdf1.63 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA