DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) >
Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais (PPGCS) >
Dissertações de Mestrado (PPGCS) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/19016

Title: O comando é noiz: descobrindo o tráfico na periferia de Salvador
Authors: Conceição, Thiago Neri da
???metadata.dc.contributor.advisor???: Machado, Eduardo Paes
Keywords: Mercado de drogas;Conflito armado;Base Comunitária de Segurança;Drug marke;Armed conflict;Community security bases
Issue Date: 29-Apr-2016
Abstract: Este trabalho toma por pretensão o tráfico de drogas no Nordeste, a tentativa de preenchimento de uma lacuna sociológica no que tange os estudos sobre crime/desvio no Brasil, através de um estudo de caso num bairro periférico da cidade de Salvador/BA. O Objetivo geral desta pesquisa é analisar as características do mercado de drogas na periferia e compreender seus impactos no cotidiano. Mediante a delimitação do objeto, utilizou-se técnicas qualitativas: observação participante, entrevistas e diário de campo, essas técnicas foram as que demonstraram maior eficácia diante do objetivo traçado. A amostra foi construída de modo gradativo, agrupando internamente: moradores, usuários de drogas e operadores do comércio de drogas. Narra-se aqui as diferentes fases assumidas pelo tráfico nesta localidade: fragmentada e concentrada. O primeiro marcado por uma violência difusa, o segundo por uma violência cirúrgica. Essas diferentes configurações são apresentadas de modo processual, destacando as características pertinentes a cada uma delas. Soma-se a isso, o reconhecimento de que essas fases têm caráter espiral; relaciona-se cada face assumida por esse mercado ilegal com a rotina da população onde o tráfico floresce, apontando a violência como instrumento que se expande para além do tráfico e se espraia às demais práticas cotidianas, não de modo epidêmico, mas como prática de controle. Concomitante a isso, aborda-se as práticas de segurança pública, que vão do policiamento de incursão à instalação de bases comunitárias de segurança, vislumbrando também cada uma dessas modalidades em suas interações com os moradores. This work has the intention drug trafficking in the Northeast, the attempt to fill a gap in sociological terms studies on crime / deviation in Brazil, through a case study in a suburb of the city of Salvador / BA. The general objective of this research is to analyze the drug market characteristics in the periphery and understand their impact on daily life. By defining the boundaries of the object, we used qualitative techniques: participant observation, interviews and field journal, these techniques were the ones that had the highest effectiveness on the stroke order. The sample was constructed a gradual way, gathering internally: residents, drug users and drug trade operators. This paper shows different phases assumed by trafficking: fragmented and concentrated, the first marked by widespread violence, the second by a surgically precise violence. These different settings are presented in a procedural way, highlighting the relevant characteristics for each of them. Added to this, there’s a recognition of the spiral character of these phases; each face assumed by illegal market is related with the routine of the population where drug trafficking flourishes, pointing violence as a tool that expands beyond the trafficking and reaches other daily practices. Concomitant to this, it approaches the public security practices, ranging from policing to the incursion and establishment of community security bases, also glimpsing each of these modalities in their interactions with the locals.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/19016
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGCS)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO THIAGO NERI DA CONCEIÇÃO.pdf1.6 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA