DSpace

RI UFBA >
Escola de Enfermagem >
Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGENF) >
Dissertações de Mestrado (PPGENF) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18906

Title: Fatores associados à elevação de níveis pressóricos em crianças quilombolas
Authors: Jesus, Viviane Silva de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Camargo, Climene Laura de
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Felzemburgh, Ridalva Dias Martins
Keywords: Hipertensão;Criança. Etnia;Criança. Etnia e Saúd;População Negra
Issue Date: 20-Apr-2016
Abstract: A Hipertensão Arterial é definida como uma condição clínica causada por diversos fatores e caracterizada por níveis pressóricos elevados. Estudos têm mostrado alta prevalência da doença na população negra, sobretudo entre os remanescentes quilombolas. Também tem mostrado crescente prevalência da doença em crianças, e apontado indicativos de que a hipertensão essencial no adulto pode ter sido iniciada na infância, o que torna imprescindível a identificação precoce, bem como dos fatores associados à hipertensão arterial em crianças quilombolas. Baseado nisso, constituiu-se como objetivo verificar os fatores associados à elevação dos níveis pressóricos em crianças quilombolas. Trata-se de um estudo de delineamento transversal, descritivo, desenvolvido nas escolas municipais de Praia Grande/Ilha de Maré/ Salvador-BA, com 131 crianças, entre 6 e 12 anos. Os dados foram obtidos por meio de formulários aplicados aos pais/responsáveis, mensurações antropométricas e aferição da pressão arterial. Para análise foi utilizado o software estatístico STATA v.12, procedendo-se inicialmente com a análise exploratória univariada, utilizando distribuições de frequências e medidas descritivas (média e desvio padrão); em seguida, verificou-se as diferenças proporcionais entre os níveis pressóricos (normal, limítrofe, elevado) e as características sociodemográficas, antropométricas, comportamentais e de saúde, empregando distribuições de frequências bivariadas e aplicados os Testes Qui-quadrado de Pearson ou o Exato de Fischer (frequência < 5) para as variáveis qualitativas nominais e o Teste Qui-quadrado de Tendência Linear para as variáveis qualitativas ordinais. A prevalência (3,8%) dos níveis pressóricos das crianças quilombolas em estudo encontraram-se em conformidade com os resultados de estudos nacionais e internacionais dos últimos 10 anos, que variou entre 1,5% a 70,5%. Houve significância estatística dos níveis pressóricos com a faixa etária para os sexos do grupo com níveis pressóricos normais e o tempo gasto sentado assistindo televisão. Em relação ao IMC foi possível identificar crianças com baixo peso, sobrepeso e obesidade na proporção de 3,0%, 11,5% e 4,6%, respectivamente. Os resultados sobre medidas antropométricas e consumo alimentar, inferem que as crianças quilombolas encontram-se susceptíveis a apresentarem níveis pressóricos elevados. Com isso, é essencial que intervenções no âmbito da promoção e educação em saúde sejam desenvolvidas com intuito de reduzir ou eliminar os fatores identificados que possam ocasionar a incidência de níveis pressóricos elevados entre as crianças quilombolas em estudo.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18906
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGENF)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_Enf_ Viviane Silva Jesus.pdf1.64 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA