DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Medicina da Bahia >
Pós-Graduação em Ciências da Saúde (POS_CIENCIAS_SAUDE) >
Dissertações de Mestrado (POSSAUDE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18885

Title: Avaliação do papel de monócitos/macrófagos na patogênese da leishmaniose disseminada causada por L. braziliensis
Authors: Macedo, Michael Nascimento
???metadata.dc.contributor.advisor???: Bacellar, Maria Olívia Amado Ramos
Keywords: Leishmaniose disseminada;Leishmania braziliensis;Monócitos/macrófagos;Quimiocinas
Issue Date: 19-Apr-2016
Abstract: Introdução: A leishmaniose disseminada (LD) é uma forma emergente da infecção causada por Leishmania braziliensis, caracterizada por multiplas lesões cutâneas em diferentes partes do corpo. Os mecanismos que permitem a disseminação do parasito na LD ainda não estão bem esclarecidos. Monócitos/macrófagos tem um papel importante na resposta imune inata e o controle inicial da infecção por Leishmaniatem sido relacionado com a ativação de macrófagos e a morte dos parasitos. Entretanto, alguns estudos têm demonstrado queos macrófagos também participam da patogênese da leishmaniose cutânea (LC). A hipótese deste estudo é de que monócitos/macrófagos de pacientes com LD são mais susceptíveis à infecção por L. braziliensiscontribuindo para a disseminação da doença e produzem mais moléculas inflamatórias do que monócitos/macrófagos de pacientes com LC. Oobjetivodeste estudo foi caracterizar o comportamento de monócitos/macrófagos de pacientes com LD após a infecção com L. braziliensis. Material e métodos e Resultados: Monócitos do sangue periférico e macrófagos derivados de monócitos de pacientes com LD e LC foram infectados com L. braziliensisna proporção de 5:1 em diferentes períodos. O número de monócitos infectados e a carga parasitária foram determinados por microscopia óptica. A viabilidade das promastigotas foi avaliada através da contabilização das promastigotas móveis após três dias em meio de cultura Schneider. A determinação do burst oxidativo foi realizada através da oxidação da Dihidrorodamina 123 e avaliado porcitometria de fluxo. A produção de citocinas/quimiocinas foi avaliada através de ensaio imunoenzimático (ELISA).Resultados: Monócitos de pacientes com LD apresentaram um menor percentual de infecção e de carga parasitária nos ultimos períodos de infecçãoquando comparados com os monócitos de pacientes com LC. Entretanto o número de parasitos viáveis nos sobrenadantes de culturas de monócitos após 72 horas foi maior nos pacientes com LD quando comparado com pacientes com LC. A produção do burst oxidativo após a infecção com L. braziliensisfoi menor em monócitos de pacientes com LD comparados com monócitos de pacientes com LC. Entretanto, a produção de TNF, CXCL9 e CXCL10 foi maior em culturas de macrófagos de pacientes com LD. Foi observada uma forte correlação entre a produção de TNF por macrófagos e o número de lesões nos pacientes com LD. Conclusão: A proliferaçãode L. braziliensisem pacientes com leishmaniose disseminada está provavelmente associada com a baixa produção do burst oxidativo e as elevadas concentrações de moléculas inflamatórias produzidas por macrófagos de pacientes com LD podem contribuir para a patogênese da doença.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18885
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (POSSAUDE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_Med_ Michael Nascimento Macedo.pdf3.65 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA