DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Medicina da Bahia >
Pós-Graduação em Ciências da Saúde (POS_CIENCIAS_SAUDE) >
Dissertações de Mestrado (POSSAUDE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18884

Title: Avaliação miofuncional orofacial em pacientes com asma grave
Authors: Oliveira, Mayra Carvalho
???metadata.dc.contributor.advisor???: D'Oliveira Junior, Argemiro
Keywords: Fonoaudiologia;Avaliação miofuncional orofacial;Sistema estomatognático;Asma grave
Issue Date: 19-Apr-2016
Abstract: Introdução: a asma grave, controlada ou não controlada, somados aos sintomas da rinite alérgica e à respiração oronasal, podem estar associadas à presença de alterações miofuncionais do sistema estomatognático. Objetivo: descrever os achados da avaliação miofuncional orofacial em pacientes com asma grave. Materiais e métodos: Estudo descritivo do tipo corte transversal, comparando asma grave controlada e não controlada. Os 160 participantes selecionados responderam questionários (sócio demográfico e ACQ 6) e realizaram avaliação espirométrica e miofuncional fonoaudiológica. Resultados: asma grave controlada esteve presente em 126 (78,8%) pacientes e não controlada em 34 (21,2%); padrão de respiração oronasal 121 vs 32 (96% vs 94,1%; p<0,641); problemas de voz 87 vs 25 (71% vs 76%; p<0,666); palato duro largo e alto 62 vs 16 (49,2% vs 47,1%; p<0,849); úvula alongada 105 vs 26 (83,3% vs 76,6%; p<0,451); estado de conservação da arcada dentária médio ou ruim 121 vs 34 (96% vs 100%; p<0,585); mastigação habitual com amassamento de língua 123 vs 33 (100% vs 100%; p<0,156); mastigação habitual muito rápida 115 vs 32 (93,5% vs 94,1%; p<0,685); mastigação habitual muito pouco 118 vs 33 (96% vs 94,1%; p<0,585); mastigação habitual fazendo ruídos 118 vs 32 (96% vs 94,1%; p<1,000); deglutição com projeção anterior de língua 121 vs 33 (96% vs 100%; p<0,788); deglutição com contração periorbicular 121 vs 33 (96% vs 100%; p<0,621); deglutição com contração de mento 122 vs 32 (99,2% vs 94,1%; p<0,379); deglutição com movimento anterior de cabeça 123 vs 32 (100% vs 94,1%; p<1,000); se sobram alimentos após deglutir 120 vs 32 (97,5% vs 94,1%; p<0,618). Conclusões: os pacientes com asma grave não controlada 16 apresentaram maior frequência quanto às alterações do sistema estomatognático (músculos e estruturas), quando comparados com os pacientes com asma controlada; pacientes com asma grave apresentaram elevada frequência de respiração oronasal, alterações em arcada dentária e alterações de voz; pacientes com asma grave apresentaram alterações do sistema estomatognático (funções de respiração, mastigação e deglutição), sendo que aqueles que tinham asma não controlada, essa frequência foi maior.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18884
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (POSSAUDE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_Med_ Mayra Carvalho Oliveira.pdf3.62 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA