DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) >
Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais (PPGCS) >
Dissertações de Mestrado (PPGCS) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18816

Title: O “sem emprego” na condição de “sem teto”: a negação do emprego e do consumo para trabalhadores precários e a sua resistência enquanto movimento classista - o caso do MSTB
Authors: Barreto, Théo da Rocha
???metadata.dc.contributor.advisor???: Faria, Maria da Graça Druck de
Keywords: Trabalho;Precarização;Moradia;Consumo;Sem teto;Sem emprego;Labour;Precariousness;Housing;Consumption,
Issue Date: 6-Apr-2016
Abstract: O presente estudo busca analisar as relações entre produção e consumo para parte de um segmento de trabalhadores soteropolitanos Sem Emprego que se encontram, também, na condição de Sem Teto e que participam de um movimento social de luta pela moradia, o MSTB. Parte-se da seguinte pergunta: O que consome o Sem Emprego na condição de Sem Teto? A pergunta carrega uma dubiedade que visa dar conta da dupla situação: como e o que consomem e como são consumidos (usados) no processo de reprodução do capital? Constata-se, de um lado, que a despeito da possibilidade de acesso a alguns bens, a inserção precária no mundo do trabalho nega a estes trabalhadores o acesso à casa e aos serviços básicos necessários a uma moradia digna. Enquanto Sem Emprego, os Sem Teto, na condição de Exército de Reserva, favorecem a reprodução do capital ao favorecer a concorrência e consequente fragmentação da classe trabalhadora. Somadas as trajetórias de trabalho fragmentadas às condições de moradia, constata-se que estes trabalhadores vivenciam uma experiência de vulnerabilidade e insegurança que os coloca como uma dimensão limite da Precarização Social, forma de exploração do trabalho característica do capitalismo flexível. Divididos enquanto trabalhadores, encontram na luta pela moradia, dentro de um movimento social organizado, uma identidade coletiva materializada em ação prática que, ao propor transcender a luta pela moradia, expõe o caráter classista desta luta.The present study aims to analyze the relation between production and consumption for a Sem Emprego (jobless) soteropolitano worker’s segment who are also in the condition of Sem Teto (homeless) participating in a social movement struggling for housing, the MSTB. The starting point is questioning: What consumes the Sem Emprego in the Sem Teto condition? The question carries a dubiousness intending to account for the dual situation: how and what they consume and how they are consumed (used) in the reproduction process of capital? It's noteworthy, that despite the access to some goods, the precarious integration in the work context denies these workers the access to house and basic services needed to decent housing. As Sem Emprego, the Sem Teto, as a part of the Reserve Army of labour, favor the reproduction of capital to promoting competition and consequent fragmentation of the working class. When put together the poor working and living conditions, one can observed that these workers live an experience of vulnerability and insecurity which puts them as a threshold dimension of Precarização Social, a form of work exploitation intrinsic of flexible capitalism. Divided as workers, they find in the struggle for housing, within an organized social movement, a collective identity embodied in practical action that, by proposing the transcendence of the struggle for housing, exposes the class character of this struggle.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18816
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGCS)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese Theo da Rocha Barreto.pdf2.92 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA