DSpace

RI UFBA >
Instituto de Geociências >
Programa de Pós-Graduação em Geografia (POSGEO) >
Dissertações de Mestrado (POSGEO) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/17801

Title: Terra e água: Territórios dos pescadores artesanais de São Francisco do Paraguaçu-Bahia
Authors: Kuhn, Ednizia Ribeiro Araujo
???metadata.dc.contributor.advisor???: Germani, Guiomar Inez
Keywords: Terra e água;Território;Pescadores artesanais;São Francisco do Paraguaçu
Issue Date: 30-May-2015
Abstract: A dissertação ora apresentada tem como objetivo principal a análise do processo de territorialização na terra e na água dos pescadores artesanais, centrando o estudo na comunidade pesqueira de São Francisco do Paraguaçu, situada no município de Cachoeira, Recôncavo Baiano. A problemática que emerge deste processo configura-se por evidenciar uma especificidade territorial que desencadeia um processo de formação de territórios articulados (terra e água) que é muito complexo, envolvendo uma gama muito grande de agentes e interesses, geradores de inúmeros conflitos. Deste modo, são analisadas neste trabalho as estratégias vivenciadas pelo grupo social para a consolidação da sua territorialidade articulada. Durante o período da pesquisa, foram realizados levantamentos de informações no Recôncavo da Bahia que permitiram compreender que muitos pescadores artesanais deste espaço constroem sua sobrevivência econômica, social e cultural articulando atividades de agricultura, extrativismo vegetal e pesca. Em virtude dessa característica pluriativa, os pescadores vêm sofrendo as conseqüências negativas da concentração fundiária e da expansão das grandes propriedades, processos que derivam da valorização capitalista do espaço geográfico. Tais processos os têm expulsado das áreas litorâneas, já que o acesso à água está fortemente relacionado com o acesso à terra, onde este é possibilidade de garantia daquele. Neste contexto, a comunidade de pescadores artesanais de São Francisco do Paraguaçu aparece como sendo representativa de questões relevantes para a pesca artesanal, já que apresenta características de pluriatividade econômica e vivencia processos conflituosos de acesso à terra. Para o levantamento de dados empíricos na Comunidade, foram realizadas entrevistas com os moradores locais, com suas lideranças e oficinas de Geografia, além de acompanhamento direto das atividades promovidas pelo grupo de pescadores artesanais de São Francisco do Paraguaçú e do Recôncavo baiano. Cabe destacar que o Recôncavo da Bahia emerge como um espaço onde há a maior concentração de organizações populares voltadas para a pesca, bem como de entidades representativas dos pescadores do Estado da Bahia, configurando-se como um espaço estratégico para os pescadores artesanais. Ressaltase que esta pesquisa busca trabalhar a partir da noção de totalidade, articulando as mais variadas questões relacionadas à atividade pesqueira e também as mais diversas escalas de análise. Por fim, evidenciam-se as problemáticas e as contradições que envolvem os pescadores artesanais, o que justifica a realização de estudos e pesquisas que contribuam para a compreensão deste fenômeno econômico, social e cultural que se constitui a pesca artesanal.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/17801
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (POSGEO)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Ednizia Araujo Ribeiro Kuhn.pdf7.74 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA