DSpace

RI UFBA >
Instituto de Ciências da Saúde - ICS >
Programa de Pós-graduação em Biotecnologia (PPGBiotec) >
Dissertações de Mestrado - (PPGBiotec) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/16454

Title: Identificação molecular de sorotipos e determinação de mating type de isolados clínicos de Cryptococcus spp
Authors: Nunes, Talita de Jesus Caldas
???metadata.dc.contributor.advisor???: Barros, Tânia Fraga
Keywords: Cryptococcus;Sorotipos;Mating type;Fervura
Issue Date: 21-Oct-2014
Abstract: A criptococose é uma micose sistêmica causada por leveduras pertencentes ao gênero Cryptococcus, cujas principais espécies de importância clínica são C. neoformans e C. gattii. Essas duas espécies são divididas em cinco sorotipos (A, B, C, D e AD) e mais raramente têm sido relatados os sorotipos BD e AB. O gênero possui dois mating types (α e a) determinados em um único locus MAT, com dois alelos. Diferenças genéticas têm sido detectadas através de métodos moleculares e tem sido essenciais para se entender a biologia do fungo. Nesse sentido, o objetivo dessa dissertação foi avaliar a variabilidade genética, através de extração de DNA por fervura, de amostras de Cryptococcus isolados de casos de meningite, diagnosticados no Hospital Especializado Couto Maia, Salvador-BA, no período de 2006 a 2011. A extração de DNA foi realizada através da fervura de suspensão fúngica e a determinação do mating type, das variedades e do sorotipo através da técnica da Reação em Cadeia da Polimerase associada ao Polimorfismo do Tamanho do Fragmento de Restrição (PCR-RFLP). A técnica de extração do DNA genômico por fervura foi bem reproduzida e, após ter sido empregada diretamente na reação da PCR, foi possível observar que nenhuma diferença houve com relação aos produtos da PCR com DNA extraído pela técnica tradicional. Dos 94 isolados analisados, a determinação de mating types e da ploidia mostrou que todos apresentaram padrão compatível com mating type α, assim como haploidia. A técnica molecular de sorotipagem permitiu observar que 88% dos isolados eram da variedade grubii (sorotipo A) e 12% da variedade gattii (sorotipo B). Nossos resultados mostram como se pode facilitar a PCR de leveduras com uma técnica que envolve um menor tempo de execução e menor custo, além de contribuir para a epidemiologia da criptococose, no que se refere à importância de se ter um diagnóstico diferencial entre as variedades envolvidas no processo infeccioso.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/16454
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - (PPGBiotec)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_ICS_ Talita de Jesus Caldas Nunes.pdf1.67 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA