DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) >
Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais (PPGCS) >
Dissertações de Mestrado (PPGCS) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13700

Title: A permeabilidade das grades na busca cotidiana pela ordem: um estudo sobre agentes penitenciários em Salvador-Ba
Authors: Monteiro, Leticia Chaves
???metadata.dc.contributor.advisor???: Lourenço, Luiz Claudio
Keywords: Prisão;Agente penitenciário;Controle;Ordem;Prisionização;Saúde ocupacional;Punição;Ressocialização;Prison;Prison officer;Control;Order;Prisonization;Ocupational health;Punishment;Resocialization
Issue Date: 18-Nov-2013
Abstract: Esta pesquisa teve como objetivo investigar a vivência cotidiana em instituições prisionais a partir da ocupação de Agente Penitenciário, permeada pela necessidade de ordem e do estabelecimento de estratégias de controle, contemplando as dimensões do risco, poder e negociação que atravessam a cultura prisional, a partir de profissionais desta categoria em Salvador-BA. Através da aplicação de questionários, da presença em 6 unidades prisionais, de entrevistas abertas e semi-abertas, foi possível realizar uma investigação horizontal dos principais aspectos da vivência destes profissionais, sua percepção sobre o sistema penitenciário e consequências dessa ocupação em sua vida e saúde, física e mental. A característica preponderante do poder negociado entre presos, agentes e equipe dirigente, a precariedade das condições estruturais e técnicas e as relações estabelecidas no sistema penitenciário, contribuem significativamente para o impacto desta profissão nestes sujeitos. As condições de trabalho para os agentes penitenciários são precárias em Salvador-BA, especialmente pela falta de infra-estrutura adequada, falta de treinamento e falta de contingente e equipamentos. Dentre as possibilidades de agência destes profissionais, existe a aquisição de bens necessários ao ambiente ocupacional, a relação com os presos e as negociações de plantão. A relação entre os agentes e destes com os demais membros da equipe dirigente apresentou sinais de ambiguidade, de uma divergência muitas vezes velada, mais do que de solidariedade. Aproximadamente 50% dos participantes indicaram problemas físicos e emocionais em decorrência da profissão. Uma parcela significativa dos participantes da pesquisa reconhecem e validam os aspectos punitivos da prisão, mas apresentam pouca crença na capacidade da prisão em reduzir a violência, especialmente considerando as condições sócio-políticas e as atividades de ressocialização existentes. This research aimed to investigate the daily life in correctional institutions from the occupation of Prison Officer, permeated by the need for order and the establishment of control strategies, considering the dimensions of risk, and negotiated power crossing the prison culture, from this category of professionals in Salvador, Bahia. Through questionnaires, the presence in 6 prisons, open and semi-open interviews, it was possible to conduct an investigation of the main horizontal aspects of the experience of these professionals, their perception of the prison system and the impacts of this occupation in your life and health, physical and mental. The prevailing characteristic of negotiated power between prisoners and staff leadership team, poor structural conditions and techniques that have been identified by other authors who have researched this occupation and the relationships established in the prison system pointing to the lack of full control over the institution that are confined there, contribute significantly to the impact of the profession on these subjects. Working conditions for correctional officers are poor in Salvador-BA, especially the lack of adequate infrastructure, lack of training and lack of contingent and equipment. Among the possibilities of agency these professionals is to acquire assets needed for the the work environment, the relationship with the prisoners and negotiations on duty. The relationship between these agents and with the leading team showed signs of ambiguity from a disagreement veiled rather than solidarity. Approximately 50% of participants indicated physical and emotional problems as a result of the occupation. A significant portion of respondents recognize and validate the punitive aspects of the prison, but have little belief in the ability to reduce prison violence, especially considering the socio-political and existing activities of rehabilitation.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13700
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGCS)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_ Leticia Chaves Monteiro.pdf7.47 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA