DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Dissertações de Mestrado Profissional (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13131

Title: Efeitos do tratamento endodôntico de dentes não vitais realizado em sessão única e múltiplas sessões: uma meta-análise
Authors: Almeida, Dulce Oliveira
???metadata.dc.contributor.advisor???: Chaves, Sônia Cristina Lima
Keywords: Tratamento Endodôntico;Dentes não Vitais;Dor Pós-Obturação;Controle de Infecção;Reparo Periapical;Endodontic Treatment;Post-Obturation Pain;Infection Control;Periapical Healing
Issue Date: 2013
Publisher: Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação do Instituto de Saúde Coletiva, como requisito parcial para a obtenção do título de mestre em Saúde Coletiva.
Abstract: Esse estudo avaliou os efeitos do tratamento endodôntico de dentes não vitais realizado em sessão única em comparação com o de múltiplas sessões. Utilizou-se de busca eletrônica nas bases de dados Web of Science e Medline de ensaios clínicos randomizados para o tratamento endodôntico de dentes não vitais, comparativos para ambas as técnicas, que foram selecionados a partir de critérios de rigor metodológico. As referências dos estudos de revisões sistemáticas e meta-análises sobre a temática também foram analisadas. Os efeitos estudados foram o reparo periapical de lesões detectáveis radiograficamente, o controle microbiano e a dor pós-obturação. Dezessete ensaios clínicos randomizados (ECR) foram incluídos. Essa meta-análise apontou que o tratamento em única sessão promoveu maior reparo periapical, contudo este não foi estatisticamente significante [RR=1.04, IC95% (0.97-1.12)]. O tratamento endodôntico em única sessão apontou 21% menor dor pós-obturação que o tratamento em múltiplas sessões e esta diferença foi significante [RR= 0.79, IC95% (0.66-0.94)]. Em relação ao controle microbiano, a frequência de amostras positivas antes da obturação foi maior no grupo tratado em única sessão, entretanto, a diferença não foi estatisticamente significante [RR=2.48, IC95% (0.67-1.97)]. O tratamento endodôntico em única sessão não apresentou diferença em termos de reparo periapical e controle microbiano e provocou menor dor pós-obturação em relação ao tratamento em múltiplas sessões. Nesse sentido, do ponto de vista da saúde pública, poderia ser sugerida a adoção do tratamento endodôntico em sessão única. Entretanto, diante das limitações metodológicas dos estudos e da importância deste protocolo para a ampliação do acesso e da resolutividade, recomenda-se a realização de mais estudos clínicos para melhor avaliação dessa tecnologia na saúde pública.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13131
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado Profissional (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Diss MP Dulce Almeida. 2013.pdf1.24 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA