DSpace

RI UFBA >
Instituto de Biologia >
Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade e Evolução (antigo Programa de Pós Graduação em Diversidade Animal-PPGDA) >
Dissertações de Mestrado (PPGDA) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/12840

Title: Estudo Taxonômico dos Holothuroidea (Echinodermata) de águas rasas da costa Brasileira
Authors: Martins, Luciana
???metadata.dc.contributor.advisor???: Silva, Carla
Keywords: Dendrochirotida;Phyllophoridae;Aspidochirotida;Holothuriidae;Taxonomy;Bahia
Issue Date: 4-Sep-2013
Abstract: A classe Holothuroidea (Echinodermata) possui cerca de 1400 espécies válidas. No Brasil, apenas 32 espécies são registradas, correspondendo, portanto, a menos de 3% do total de espécies conhecidas. O conhecimento atual sobre o filo Echinodermata no Brasil e na Bahia foi gerado, em sua maior parte, das grandes expedições que por aqui passaram ou de alguns trabalhos isolados. No Estado da Bahia são conhecidas 14 espécies de holoturoides todavia, a maioria destes registros foi realizada apenas na descrição original de cada uma destas espécies, ou seja, há mais de um século. Além de muito antigas, grande parte destas descrições foram baseadas em apenas um espécime ou em formas jovens, com poucas ou até mesmo nenhuma ilustração, dificultando ainda mais o entendimento do grupo e certamente perpetuando erros de identificação. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi realizar um estudo taxonômico com os holoturóides que ocorrem no Estado da Bahia, caracterizando as espécies, identificando problemas taxonômicos, produzindo chaves de identificação e descrevendo novos táxons. Além de material obtido através de museus, foram realizadas coletas em diversas regiões do estado (região metropolitana de Salvador, Baía de Todos-os-Santos, Litoral Norte e Sul da Bahia), da zona entre-marés (coleta manual) ao infralitoral raso (20 m de profundidade por meio de mergulho livre e mergulho autônomo), e em regiões mais profundas (50 m) por dragagem com auxílio de amostrador de fundo do tipo van Veen. Quatro espécies tiveram o primeiro registro para o nordeste do Brasil — Isostichopus badionotus, Holothuria (Thymiosycia) arenicola, Pentamera pulcherrima e Stolus cognatus — e duas para o Atlântico Sul Ocidental — Holothuria (Theelothuria) princeps e Thyone pawsoni. Além disto, um gênero novo (Coronatum) e duas espécies novas (Cucumaria solangeae e Coronatum baiensis) foram descritas, e duas sinonímias e duas novas combinações foram propostas. Para cada espécie, apresenta-se diagnose e redescrição (quando necessário), notas ecológicas, localização do material-tipo e distribuição. Foram acrescentadas imagens (inéditas para a maioria) dos ossículos dérmicos em microscopia eletrônica de varredura, fotografia da espécie (in situ e fixada) e do anel calcário. Por fim, apresentam-se chaves de identificação para as ordens, famílias e espécies da classe Holothuroidea.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/12840
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGDA)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
LUCIANA.pdf5.34 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA