DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Teses de Doutorado (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/12829

Title: Do outro lado da linha: desvelando as condições para alimentação e seus significados no contexto do trabalho em telemarketing
Authors: Araújo, Maria da Purificação Nazaré
???metadata.dc.contributor.advisor???: Trad, Leny Alves Bomfim
Keywords: Alimentação do Trabalhador;Alimentação Coletiva;Saúde do Trabalhador;Telemarketing;Call Center;PAT
Issue Date: 2012
Publisher: Tese apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, como requesito parcial para obtenção do título de Doutor em Saúde Pública.
Abstract: RESUMO Esta tese tem como objeto de estudo as condições para a alimentação de trabalhadores do setor de telemarketing (TM), com um olhar centrado na dinâmica do trabalho e da alimentação no trabalho. Nesse setor, o intervalo para repouso e alimentação está normatizado em vinte minutos, numa jornada diária de seis horas, o que, aliado à disponibilidade para o consumo e às condições em que o trabalho é desenvolvido, pode repercutir na saúde do trabalhador. Nessa direção, um estudo de cunho etnográfico foi realizado durante seis meses de imersão em um call center da cidade de Salvador (Bahia, Brasil), com a utilização prioritária de técnicas de observação e entrevista. As observações foram realizadas em distintos turnos de trabalho e dias da semana, incluindo-se os feriados, nos diferentes espaços que compõe a empresa e adjacências, na tentativa de estar na cena cotidiana de trabalho e nos diversos lugares destinados à alimentação. O que, como, quanto, quando e com quem comem, bem como os comportamentos nos momentos de trabalho e de comer, foram às inquietações que orientaram a trajetória de investigação. Odores, ruídos, cores e sabores também foram observados. Considerando-se a disponibilidade de tempo dos interlocutores, as 21 entrevistas foram realizadas em distintos locais. Os principais achados deste estudo são apresentados em artigos articulados que compõem a tese. O primeiro é uma revisão da produção brasileira sobre o tema “alimentação e trabalho”, onde se evidencia que o tema é rarefeito nos estudos de saúde do trabalhador, pois, no campo da nutrição, os estudos são escassos e apresentam como foco privilegiado o Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT), não se considerando o processo de trabalho nas análises. No segundo, discutem-se as categorias centrais do marco teórico da tese, tendo como ponto de partida elementos do processo e da organização do trabalho em TM e da alimentação no contexto do trabalho. Em seguida, empreendem-se algumas reflexões acerca dos alcances, limites e possibilidades da adoção do enfoque etnográfico no campo da alimentação do trabalhador, a partir das vivências na execução do projeto de tese. O terceiro apresenta uma descrição densa das condições de alimentação de trabalhadores no call center investigado, analisando-se as diversas estratégias para comer no trabalho: levar comida de casa, comprar no comércio de “comida de rua”, comprar nas máquinas automáticas de venda de alimentos (MVAA). O quarto artigo analisa, através das observações realizadas do cotidiano de trabalho no call center, elementos que podem incidir sobre os modos de perceber o comer dentro e fora do trabalho. Procurou-se estabelecer as interpenetrações entre a dinâmica do trabalho e a dinâmica da alimentação para explicar parte das modificações nas práticas alimentares observadas. Entre os resultados da pesquisa realizada, os quais são apresentados de forma mais específica nos artigos referidos, pode-se destacar que, para qualquer estratégia utilizada para comer no trabalho, a pressa aparece como marca do tempo expresso como curto para comer. Trata-se da prescrição de um ritmo imposto pela organização do trabalho, que persegue a objetividade e a racionalidade tanto do trabalho quanto do comer, e o engolir aparece como categoria para expressar as distintas insatisfações com tais condições. Os achados desta tese permitiram formular a hipótese de que a dinâmica do trabalho interfere na dinâmica da alimentação. Nesse caso específico, a aceleração do trabalho no call center estudado impõe uma aceleração do comer, em que a vigilância, o controle, a disciplina, a ansiedade, a pressa e outros fatores estressantes são incorporados como marcas do cotidiano de trabalho e de vida, com repercussões importantes nas práticas alimentares e, consequentemente, na saúde dos trabalhadores.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/12829
Appears in Collections:Teses de Doutorado (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese. Maria da Puriificação Nazaré Araújo. 2012.pdf1.01 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA