DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Odontologia >
Programa de Pós-Graduação em Odontologia e Saúde >
Dissertações de Mestrado (POSDONTO) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/10559

Title: Avaliação de diversos métodos para remoção da resina remanescente após descolagem de bráquetes ortodônticos
Authors: Cabral, Fátima Gouveia
???metadata.dc.contributor.advisor???: Santos, Maria Jacinta Moraes Coelho
Keywords: Remoção resina;Descolagem bráquete;Rugosidade superficial;Esmalte dentário;Ciências da Saúde;Resin removal;Bracket debonding;Dental enamel;Superficial roughness
Issue Date: 2006
Publisher: Programa de Pós- Graduação em Odontologia da UFBA
Abstract: O objetivo deste estudo foi avaliar as alterações na superfície do esmalte, decorrentes da utilização de 5 técnicas distintas para a remoção da resina remanescente após a descolagem de bráquetes ortodônticos. Foram analisados 50 pré-molares humanos, extraídos por fins ortodônticos e periodontais, cujas faces vestibulares foram submetidas à análise rugosimétrica de superfície, executada em 3 momentos distintos: 1- inicial; 2- após a colagem, remoção de bráquetes e eliminação da resina remanescente; 3- após o polimento final. Nos grupos 1 e 2, utilizou-se a broca carbide de tungstênio em baixa e alta rotação, respectivamente. Para os grupos 3 e 4, o instrumento empregado foi a broca carbide de tungstênio proposta por Radlanski, também em baixa e alta rotação, respectivamente. Nestes 4 primeiros grupos, o polimento consistiu na utilização de discos de óxido de alumínio de granulação superfina. O grupo 5 foi representado pela associação de alicate removedor de resina e ponta de carboneto de silício em alta rotação, seguidos por polimento com pontas de borracha com grânulos de diamante em baixa rotação. Os resultados demonstraram que, após a remoção da resina, os menores valores de rugosidade superficial foram obtidos com a utilização da broca carbide de tungstênio em baixa rotação (grupo 1) e com as brocas propostas por Radlanski, tanto em baixa (grupo 3) quanto em alta rotação (grupo 4). Já a broca carbide de tungstênio em alta rotação (grupo 2) e o alicate removedor de resina associado às pontas de carboneto de silício e borracha (grupo 5)apresentaram valores de rugosidade média estatisticamente superiores aos demais grupos. Com o polimento, passou a existir diferença estatisticamente significante apenas em relação ao grupo 5, o qual revelou maior rugosidade do que os demais. A avaliação visual foi realizada por 3 examinadores e não detectou diferença estatisticamente significante entre os métodos utilizados. A partir destes dados, concluiu-se que a broca carbide de tungstênio em baixa rotação (grupo 1) e as brocas propostas por Radlanski (grupos 3 e 4) representaram métodos menos agressivos ao esmalte dentário para a remoção da resina remanescente após a descolagem de bráquetes.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/10559
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (POSDONTO)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação - Fatima Cabral.pdf2.99 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA