Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/8065
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlmeida, Gilberto Wildberger de-
dc.contributor.authorMoreira, Renata-
dc.creatorMoreira, Renata-
dc.date.accessioned2013-01-23T12:50:40Z-
dc.date.available2013-01-23T12:50:40Z-
dc.date.issued2013-01-23-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/8065-
dc.description.abstractPartindo da premissa de que na contemporaneidade os veículos de comunicação são responsáveis pela visibilidade dos assuntos políticos que são conhecidos e discutidos pela sociedade, o objetivo do presente trabalho é investigar o papel oferecido à sociedade civil cotidianamente nesse cenário e, nessa perspectiva, analisar se o jornal Folha de S. Paulo cumpre ao que se propôs no Projeto Folha a partir da década de 1980: ser plural, servir e atender aos interesses do cidadão. Considera-se, na contemporaneidade, um quadro contraditório que instigou a presente pesquisa. Desde a década de 1990, a sociedade civil tem se tornado cada vez mais organizada e tem se manifestando na luta por direitos de grupos ou de toda a sociedade (GOHN, 2005). Em contrapartida, há diversas críticas de acadêmicos e dos próprios jornalistas referentes à falta de pluralidade e de participação da sociedade civil no noticiário político brasileiro (GOMES, 2008; GOMES, 2009; MAIA, 2008; MIGUEL, 2002; WAISBORD, 2009a; WAISBORD, 2009b entre outros). Para investigar essa questão é realizado um estudo do noticiário político cotidiano do jornal impresso de maior audiência no Brasil dentre os não populares. Nas notícias da Folha de S. Paulo, busca-se compreender quais os valores-notícia presentes nas informações e acontecimentos são usados como referência para a seleção das notícias que incluem a sociedade civil, assim como se investiga os enquadramentos utilizados nesse conteúdo, para conhecer os enfoques oferecidos pelo jornal aos assuntos que incluem a sociedade civil. Ao fim do trabalho, compara-se o resultado obtido na pesquisa com as proposições do jornal no Projeto Folha com o propósito de identificar coerência ou não entre o documento e o que é realizado na prática atualmente. Dessa forma, a contribuição deste trabalho está em levantar a discussão sobre a distribuição dos espaços entre atores políticos no noticiário político, focando na participação da sociedade civil no noticiário de uma das principais referências em jornalismo impresso do Brasil. Como alicerce teórico, optou-se pela teoria do newsmaking, com referência em Gaye Tuchman; pelos conceitos de enquadramento, com referência em Robert Entman; e pelos conceitos de sociedade civil, com base nos conceitos de Young e Gohn. Como referência metodológica, a pesquisa se baseia em uma análise de conteúdo do noticiário publicado na editoria Poder do jornal no período de três meses consecutivos. Conta com características qualitativas, embora buscando dados quantificáveis. Os resultados apresentados revelam que a sociedade civil recebe um espaço bastante reduzido no noticiário político da Folha de S. Paulo, o que significa que o jornal cumpre apenas parcialmente a própria proposta de ser plural e de defender os interesses da sociedade civil no universo da editoria Poder.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectFolha de S. Paulopt_BR
dc.subjectJornalismo políticopt_BR
dc.subjectSociedade civilpt_BR
dc.subjectNewsmakingpt_BR
dc.subjectEnquadramentopt_BR
dc.titleA sociedade civil no jornalismo político impresso: um estudo de caso da Folha de S. Paulopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.description.localpubFACOMpt_BR
Appears in Collections:Dissertação (PÓSCOM)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Renata Moreira.pdf1,77 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.