Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/6192
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorRoriz, Anna Karla Carneiro-
dc.contributor.authorMello, Adriana Lima-
dc.contributor.authorGuimarães, Juliana Fontes-
dc.contributor.authorSantos, Fabiana Cajuhy dos-
dc.contributor.authorMedeiros, Jairza Maria Barreto-
dc.contributor.authorSampaio, Lílian Ramos-
dc.creatorRoriz, Anna Karla Carneiro-
dc.creatorMello, Adriana Lima-
dc.creatorGuimarães, Juliana Fontes-
dc.creatorSantos, Fabiana Cajuhy dos-
dc.creatorMedeiros, Jairza Maria Barreto-
dc.creatorSampaio, Lílian Ramos-
dc.date.accessioned2012-06-20T14:49:35Z-
dc.date.available2012-06-20T14:49:35Z-
dc.date.issued2010-12-
dc.identifier.issn0066-782X-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/6192-
dc.descriptionp.698-704pt_BR
dc.description.abstractFundamento: A obesidade androgênica está associada a um risco maior de distúrbios metabólicos, favorecendo assim a ocorrência de doenças cardiovasculares e outras morbidades. Objetivo: Verificar a influência da área de tecido adiposo visceral (ATAV), medida pela tomografia computadorizada, sobre alterações metabólicas em adultos e idosos. Métodos: Tomografias computadorizadas e valores de lipoproteínas: o colesterol total e frações, os triglicérides, a glicemia e o ácido úrico foram obtidos de 194 indivíduos estratificados por sexo, grupo etário e massa corporal, e analisados utilizando os testes de correlação e de média. Resultados: Os idosos apresentaram maiores valores da ATAV, glicemia, ácido úrico e colesterol total. As maiores correlações foram encontradas entre a ATAV, os triglicérides e o VLDL-c (r > 0,5; p < 0,01), em ambos os grupos etários. A média da área de tecido adiposo visceral mostrou-se sempre mais elevada quando os valores de triglicérides e de glicemia estavam alterados, em ambos os grupos etários. Conclusão: A maioria dos exames apresentou forte correlação com a ATAV considerada de risco para alterações metabólicas. Em idosos, a área de tecido adiposo visceral de risco parece ser superior a de adultos. (Arq Bras Cardiol 2010; 95(6): 698-704)pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherArquivos Brasileiros de Cardiologiapt_BR
dc.sourcehttp://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2010005000159pt_BR
dc.subjectGordura abdominalpt_BR
dc.subjectLipoproteínaspt_BR
dc.subjectGlicemiapt_BR
dc.subjectÁcido úricopt_BR
dc.subjectTomografia computadorizadapt_BR
dc.titleAvaliação por imagem da área de gordura visceral e suas correlações com alterações metabólicaspt_BR
dc.title.alternativeArq. Bras. Cardiol.pt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.description.localpubRio de Janeiropt_BR
dc.identifier.numberv. 95, n. 6pt_BR
Appears in Collections:Artigo Publicado em Periódico (Escola de Nutrição)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Roriz, Anna Karla Carneiro.pdf377,02 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.