Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/38403
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSena, Normaci Correia dos Santos-
dc.date.accessioned2023-11-10T16:05:46Z-
dc.date.available2023-11-10T16:05:46Z-
dc.date.issued2023-05-29-
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufba.br/handle/ri/38403-
dc.description.abstractThe Open Science movement brings up relevant discussions about collaborative science in the 21st century. In this collaborative universe, research data has been the object of study due to the social need to obtain reliable data for scientific advancement in an open and freeway. In addition, several development agencies recognize the importance of research data, consequently, they began to demand adequate management of these data. This highlights the need to ensure means and mechanisms for preserving and reusing data through policies that regulate the opening of data from public resources. By contextualizing the literature on research data, a gap is perceived in Brazilian universities as well as in most funding agencies in the structuring of policies that direct researchers to the management of scientific data, since the Open Science movement points to an appropriated treatment of research data to enable the process of storage, organization, search, recovery, and dissemination of collected data. And this impacts on the researcher's adherence (or not) in opening and sharing their scientific production, among other reasons. Thus, this study has the general objective: to know the perception of research professors regarding data management and UFBA actions developed for the implementation of a research data management policies in the context of Open Science. This is a single integrated case study, since, in Brazil, studies regarding data management plans for scientific research are still in their embryonic stages. Knowing the historical importance of the Federal University of Bahia, it was chosen for this study. For the methodological route, the online questionnaire was chosen as an instrument for data collection, following the Likert Scale model. As this is a qualitative research, data analysis was carried out using the Para consistent Logic technique, with the aim of treating and balancing the degrees of agreement and disagreement between propositions, avoiding misinterpretations. And, together, the Spearman correlation coefficient was used. The research identified some gaps in the policy framework for data management in Brazilian universities, despite the growing recognition of the importance of research data in the advancement of science. In addition, he revealed that UFBA is still far from the open science practices observed worldwide. The research identified some gaps in the policy framework for data management in Brazilian universities, despite the growing recognition of the importance of research data in the advancement of science. In addition, he revealed that UFBA is still far from the open science practices observed worldwide. The researchers indicated the need for policies that support the management of research data and emphasized the lack of guidelines and institutional support in this process. Therefore, it was possible to achieve a better understanding of the perception and practices of Brazilian researchers in relation to the management of research data, as well as a critical look at the lack of effective policies to support Open Science in the context of Brazilian universities. In addition, it highlights the urgency of improving and implementing a research data management plan at UFBA, which may have implications for other universities and research institutions in Brazil.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal da Bahiapt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectGestão de dados de pesquisa científicapt_BR
dc.subjectUniversidade Federal da Bahiapt_BR
dc.subjectdados de pesquisapt_BR
dc.subjectpolítica de gestão de dadospt_BR
dc.subjectciência abertapt_BR
dc.subject.otherScientific research data managementpt_BR
dc.subject.otherFederal University of Bahiapt_BR
dc.subject.othersearch datapt_BR
dc.subject.otherdata management policiespt_BR
dc.subject.otheropen sciencept_BR
dc.titleGestão de dados de pesquisa científica na perspectiva da Ciência Aberta: um estudo de caso na Universidade Federal da Bahiapt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.contributor.refereesOliveira, José Cláudio Alves de-
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciência da Informação pt_BR
dc.publisher.initialsUFBApt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::CIENCIA DA INFORMACAOpt_BR
dc.contributor.advisor1Machado, Raymundo das Neves-
dc.contributor.referee1Silva, Fabiano Couto Corrêa da-
dc.contributor.referee2Rosa, Flávia Goulart Mota Garcia-
dc.contributor.referee3Lima, Gillian Leandro de Queiroga-
dc.contributor.referee4Lubisco, Nídia Maria Lienert-
dc.contributor.referee5Benchimol, Alegria Célia-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/2889694455476058pt_BR
dc.description.resumoO movimento da Ciência Aberta traz à tona discussões relevantes acerca da ciência colaborativa do século XXI. Nesse universo co participativo, os dados de pesquisas têm sido objetos de estudo em virtude da necessidade social de se obter dados de confiança para o avanço científico de forma aberta e gratuita. Além disso, diversas agências de fomento reconhecem a importância dos dados de pesquisa e, consequentemente, começaram a exigir a sua adequada gestão. Nesse contexto, enquanto grandes produtoras e consumidoras de dados de pesquisas, as universidades são protagonistas na produção e na disseminação do conhecimento, fortalecendo as pesquisas e o processo de inovação, e ratificando o compromisso social e democrático das instituições públicas. Ao contextualizar a literatura sobre dados de pesquisa, percebe-se uma lacuna nas universidades brasileiras na estruturação de políticas que direcionem os pesquisadores à gestão dos dados científicos, já que o movimento da Ciência Aberta aponta, em suas vertentes, um tratamento adequado dos dados de pesquisa de forma a viabilizar o processo de armazenamento, organização, busca, recuperação e difusão dos dados coletados. E isso impacta na adesão (ou não) do pesquisador na abertura e no compartilhamento de sua produção científica, dentre outros motivos. Assim, este estudo tem por objetivo geral: conhecer a percepção dos professores pesquisadores no que tange à gestão de dados e às ações da Universidade Federal da Bahia (UFBA) desenvolvidas para a implantação de políticas de gestão de dados de pesquisas no contexto da Ciência Aberta. Trata-se de um estudo de caso único integrado, uma vez que, no Brasil, os estudos a respeito de plano de gestão de dados de pesquisa científica ainda se encontram em estágios embrionários. A saber da importância histórica que é a Universidade Federal da Bahia, esta foi escolhida para este estudo. Para o percurso metodológico, optou-se como instrumento de coleta de dados o questionário on-line seguindo o modelo da Escala Likert. Por se tratar de uma pesquisa qualitativa, a análise dos dados foi realizada sob a técnica da Lógica Para consistente, com a finalidade de tratar e equilibrar os graus de concordância e discordância entre as proposições, evitando falhas interpretativas. E, em conjunto, fez uso do coeficiente de correlação de Spearman. A pesquisa identificou algumas lacunas na estrutura de políticas para a gestão de dados nas universidades brasileiras, apesar do reconhecimento crescente da importância dos dados de pesquisa no avanço da ciência. Além disso, revelou que a UFBA ainda está distante das práticas de ciência aberta observadas mundialmente. Os pesquisadores indicaram a necessidade de políticas que apoiem a gestão de dados de pesquisa e enfatizaram a falta de diretrizes e apoio institucional nesse processo. Portanto, foi possível alcançar um melhor entendimento sobre a percepção e práticas dos pesquisadores brasileiros em relação à gestão de dados de pesquisa, bem como um olhar crítico sobre a falta de políticas efetivas para apoiar a Ciência Aberta no contexto das universidades brasileiras. Além disso, ressalta a urgência de aprimorar e implementar um plano de gestão de dados de pesquisa na UFBA, o que pode ter implicações em outras universidades e instituições de pesquisa no Brasil.pt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Ciência da Informaçãopt_BR
dc.type.degreeDoutoradopt_BR
Appears in Collections:Tese (PPGCI)

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons