Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/35706
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorFerreira, Patrícia Alves-
dc.date.accessioned2022-07-19T15:57:24Z-
dc.date.available2022-07-19T15:57:24Z-
dc.date.issued2013-
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufba.br/handle/ri/35706-
dc.description.abstractQuestions about how landscape changes affect biodiversity were investigated in the project "Biogeography, forest fragmentation and extinction thresholds: a multi-taxon study in the Atlantic Rainforest of Bahia, Brazil." As part of this project, in this thesis we examine how habitat reduction affects the diversity of flower visiting bees and the structure of plant-pollinator networks. Pollination is a major ecological process deforestation and agricultural intensification. However, there is a lack of empirical evidence that analyzed these effects. This work encompasses three chapters. In the first chapter we review the literature on the effects of natural landscape changes and agricultural intensification on plants, pollinators and plant-pollinator networks. We have seen that changes in landscapes decrease the diversity and availability of pollinators, affect cross-pollination and sexual reproduction of plants. These effects occur, mainly, because habitat isolation and reduction of floral resources and nesting areas. Approximately 50% of the 155 analyzed studies showed negative effects of agricultural intensification, with conversion of natural areas into agricultural uses. We found one study that discussed these effects for plant-pollinator networks. So, there is a gap in knowledge about the effects of changes in landscapes on plant-pollinator networks. In the second chapter we evaluate how habitat loss affects pollinator diversity in the understory of the Atlantic Forest in Bahia. Bees are the main pollinators of flowering plants in the world and are sensitive to changes in the natural habitat. Our results Show that landscapes with a higher proportion of forest are important to bees, even when the forest is highly fragmented. In the third chapter we question how habitat loss affects the structure of plant-pollinator networks in the understory of the Atlantic Rainforest in Bahia. We observed that in less forested landscapes networks are smaller, have fewer species and are more connected and nested, i.e. have more generalist species interacting with each other in a cohesive core, and there are few specialist species interacting with generalists in these networks. We believe that, due to environmental degradation, generalist flower visitor species are better able to remain in the landscapes, maintaining the networks and also the plant populations. In conclusion, studies on interaction networks from the perspective of the landscape and tropical forests can provide important insights for the conservation of plants, pollinators and pollination. Forest habitats are importante for maintaining the diversity of bees, plant-bee networks, and pollination services.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal da Bahiapt_BR
dc.subjectAbelhaspt_BR
dc.subjectPolinizadorespt_BR
dc.subjectPlantaspt_BR
dc.subjectRedes de Interaçãopt_BR
dc.subjectPaisagempt_BR
dc.subjectSub-Bosquept_BR
dc.subjectFloresta Tropicalpt_BR
dc.subjectBahia, Brasilpt_BR
dc.subject.otherBeespt_BR
dc.subject.otherPollinatorpt_BR
dc.subject.otherPlantpt_BR
dc.subject.otherNetworkspt_BR
dc.subject.otherHabitat Changespt_BR
dc.subject.otherLandscapept_BR
dc.subject.otherUnderstorypt_BR
dc.subject.otherAtlantic Rainforestpt_BR
dc.subject.otherBahia, Brazilpt_BR
dc.titleInfluência da perda de habitat sobre a diversidade de abelhas e as redes de interação planta-abelha em paisagens fragmentadas na Bahiapt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ecologia:TAV(antigo Programa de Pós em Ecologia e Biomonitoramento) pt_BR
dc.publisher.initialsUFBApt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICASpt_BR
dc.contributor.advisor1Viana, Biandina Felipe-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3442332785666908pt_BR
dc.contributor.advisor2Boscolo, Danilo-
dc.contributor.referee1Kleinert, Astrid de Matos Peixoto-
dc.contributor.referee2Pigozzo, Camila Magalhães-
dc.contributor.referee3Neto, Eduardo Mariano-
dc.contributor.referee4Metzger, Jean Paul-
dc.contributor.referee5Viana, Blandina Felipe-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7331845210004679pt_BR
dc.description.resumoQuestões sobre como as modificações do habitat afetam a biodiversidade foram investigadas no projeto "Biogeografia, fragmentação florestal e limiares de extinção: um estudo multi-taxon na Mata Atlântica da Bahia, Brasil”. Como parte desse projeto, na presente tese, verificamos como a redução de habitat afeta a diversidade de abelhas visitantes florais e a estrutura das redes planta-polinizador. A polinização e um dos principais processos ecológicos e é ameaçado pelo desmatamento e intensificação da agricultura. Entretanto, ainda há poucas evidencias empíricas que analisaram esses efeitos. Este trabalho foi dividido em três capítulos. No primeiro capítulo, revisamos a literatura sobre os efeitos das alterações da paisagem natural e da intensificação da agricultura nas plantas, nos visitantes florais e nas redes de interação planta-polinizador. Vimos que as modificações nas paisagens diminuem a diversidade e disponibilidade de polinizadores, afetam a polinização cruzada e a reprodução sexual de plantas. Estes efeitos ocorrem, sobretudo, devido ao isolamento de habitats e a redução dos recursos florais e áreas para nidificação. Aproximadamente 50% dos 155 trabalhos analisados mostraram, efeitos negativos da intensificação da agricultura sobre os polinizadores e o processo de polinização, como resultado da conversão de áreas naturais para usos agrícolas. Encontramos um trabalho que discutiu esses efeitos para redes de interação planta-polinizador. Vimos assim, que há uma lacuna no conhecimento sobre os efeitos das modificações das paisagens nas redes de interação planta-polinizador. No segundo capitulo, avaliamos como a perda de habitat afeta a diversidade de polinizadores no sub-bosque da Floresta Atlântica na Bahia. As abelhas são os principais polinizadores de angiospermas no mundo e são sensíveis as modificações do habitat natural. Nossos resultados mostram que as paisagens com maior proporção de floresta são importantes para as abelhas, mesmo quando a floresta e altamente fragmentada. No terceiro capitulo, questionamos como a perda de habitat afeta a estrutura das redes de interação planta-polinizador no sub-bosque de Floresta Atlântica na Bahia. Observamos que, nas paisagens com menos floresta, as redes são menores, tem menos espécies e são mais conectadas e aninhadas, i.e. apresentam mais interações entre espécies generalistas em um núcleo coeso, e há poucas espécies especialistas interagindo com generalistas nestas redes. Acreditamos que, devido a degradação ambiental, as espécies de visitantes florais generalistas são as mais capazes de permanecer nas paisagens mantendo as redes e também as populações vegetais. Concluindo, estudos sobre redes de interação na perspectiva da paisagem e em florestas tropicais podem fornecer informações para a conservação de plantas, polinizadores e da polinização. Habitats florestais são importantes para a manutenção da diversidade de abelhas, das redes planta- abelha, e dos serviços de polinização.pt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Biologiapt_BR
Appears in Collections:Tese (Pós-Ecologia)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ferreira, Patrícia Alves (TESE).pdf3,45 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.