Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/34960
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorMatos Neto, Eurico-
dc.date.accessioned2022-03-29T16:03:28Z-
dc.date.available2022-03-29T16:03:28Z-
dc.date.issued2020-05-20-
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufba.br/handle/ri/34960-
dc.description.abstractThis thesis aims to examine and define the state of development of mobile applications offered by Brazilian public agencies at the federal level, which includes institutions of three powers (Executive, Legislative and Judiciary) and autonomous agencies such as the Public Prosecutors Offices and the “Tribunal de Contas da União” (Federal Audit Court). In addition, the study seeks to analyze users' perceptions of the initiatives mapped and understand how the relationship between the multiple actors involved in the process of designing, developing and evaluating government mobile applications. From a theoretical point of view, the two initial chapters of the thesis focus on the following objectives: (a) to debate how the concept of Digital Government is characterized by multiple dimensions aiming to understand how these aspects manifest themselves empirically in the way public sector institutions have adopted digital technologies to improve the functioning of the State or to mediate its relationship with society; and (b) to define mobile applications like a digital communication resource with particular characteristics that transform the experiences and designs of Digital Government initiatives and, more specifically, Mobile Government. The sample of this research is composed of 203 applications mapped from the developer page of 43 public agencies in Google Play. The initiatives were categorized by technical, communication, and organizational aspects. With regard to the perception of users, we adopted a strategy of modeling topics seeking to assess which topics were addressed and what was the opinion of users of mobile applications developed by the Brazilian public sector. The research also focuses on a series of semi-structured interviews with the objective of understanding the relationship between multiple actors (developers, project coordinators, public managers and software development companies) in the process of conception, development, and updating of mobile applications offered by Brazilian public sector agencies. Among the results of the research, we note that: a) public companies are responsible for a significant part of government mobile applications with particular emphasis on Embrapa, Datasus, and Serpro; b) registration, i.e. the creation of login and password, are one of the main problems faced by users of government mobile applications. On the other hand, among the users who positively evaluate the applications, themes such as practicality, usefulness and ease of use of the tools stand out; c) there are different models of mobile application development by Brazilian public sector organizations, the main ones being: i) development by internal sector, ii) development by outsourcing, iii) development by a public company and iv) development by contests, each one with advantages and disadvantages.pt_BR
dc.description.sponsorshipFAPESBpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal da Bahiapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectGoverno Digitalpt_BR
dc.subjectGoverno Móvelpt_BR
dc.subjectAplicativos móveispt_BR
dc.subjectComunicação de massa na administração públicapt_BR
dc.subject.otherDigital Governmentpt_BR
dc.subject.otherMobile Governmentpt_BR
dc.subject.otherMobile applicationpt_BR
dc.titleGoverno Móvel no Brasil: Uma análise do estado da arte no desenvolvimento de aplicativos móveis por instituições do setor público brasileiropt_BR
dc.title.alternativeMobile Government in Brazil: A review of the state of the art in mobile application development by Brazilian public sector institutionspt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas ( POSCOM) pt_BR
dc.publisher.initialsUFBApt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAOpt_BR
dc.contributor.advisor1Gomes, Wilson da Silva-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6484546543106743pt_BR
dc.contributor.referee1Lanza, Beatriz Barreto Brasileiro-
dc.contributor.referee2Filgueiras, Fernando de Barros-
dc.contributor.referee3Amorim, Paula Karini Dias Ferreira-
dc.contributor.referee4Bitencourt, Elias Cunha-
dc.contributor.referee5Gomes, Wilson da Silva-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6936324574792283pt_BR
dc.description.resumoEsta tese tem como objetivo examinar e caracterizar o estado de desenvolvimento de aplicativos móveis oferecidos por órgãos públicos brasileiros em nível federal, o que inclui instituições dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e órgãos autônomos como Ministério Público e Tribunal de Contas da União. Além disso, o trabalho buscou examinar a opinião dos usuários acerca das iniciativas estudadas e entender como se dá a relação entre os múltiplos atores envolvidos no processo de concepção, desenvolvimento e avaliação de aplicativos móveis governamentais. Do ponto de vista teórico, os dois capítulos iniciais da tese concentram-se nos seguintes movimentos: (a) discussão sobre como o conceito de Governo Digital é caracterizado por múltiplas dimensões, buscando-se entender como tais dimensões se manifestam empiricamente no modo como instituições do setor público têm adotado tecnologias digitais para aprimorar o funcionamento do Estado ou para mediar sua relação com a sociedade; e (b) definição dos aplicativos móveis como um recurso de comunicação digital com características particulares que transforma as experiências e os desenhos das iniciativas de Governo Digital e, mais especificamente, de Governo Móvel. A amostra desta pesquisa é composta por 203 aplicativos mapeados a partir da página de desenvolvedor de 43 órgãos do setor público brasileiro no Google Play. As iniciativas ou projetos foram categorizados levando-se em consideração aspectos técnicos, comunicativos e organizacionais. No que se refere à opinião (ou percepção) dos usuários, adotamos uma estratégia de modelagem de tópicos buscando aferir quais os temas abordados e qual a opinião dos usuários dos aplicativos móveis desenvolvidos pelo setor público brasileiro. A pesquisa se debruça ainda sobre uma série de entrevistas semiestruturadas com o objetivo de se entender a relação entre os múltiplos atores (desenvolvedores, coordenadores de projetos, gestores públicos e empresas de desenvolvimento de software) envolvidos no processo de concepção, desenvolvimento e atualização dos aplicativos móveis oferecidos por órgãos do setor público nacional. Entre os resultados da pesquisa, notamos que: a) As empresas públicas são responsáveis por parte significativa dos aplicativos móveis governamentais com destaque particular para Embrapa, DATASUS e SERPRO; b) O cadastramento, ou seja, a criação de login e senha, são um dos principais problemas enfrentados pelos usuários de aplicativos móveis governamentais. Por outro lado, entre os usuários que avaliam positivamente os aplicativos destacam-se temas como a praticidade, a utilidade e a facilidade de uso das ferramentas; c) Há diferentes modelos de desenvolvimento de aplicativos móveis por organizações do setor público brasileiro, sendo as principais: i) desenvolvimento por setor interno, ii) desenvolvimento por terceirizado, iii) desenvolvimento por empresa pública e iv) desenvolvimento por concursos. Cada uma delas com vantagens e desvantagens.pt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Comunicaçãopt_BR
Appears in Collections:Tese (PÓSCOM)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_EuricoMatos2020.pdf3,84 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.