Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/33301
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorKelmo, Francisco-
dc.contributor.authorCunha Júnior, Antonio Carlos-
dc.creatorCunha Júnior, Antonio Carlos-
dc.date.accessioned2021-04-21T23:16:15Z-
dc.date.available2021-04-21T23:16:15Z-
dc.date.issued2021-04-21-
dc.date.submitted2019-02-21-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/33301-
dc.description.abstractA cobertura de corais nos recifes costeiros está em severo declínio nas últimas décadas pela interação de múltiplos estressores globais e antropogênicos com a mudança da dominância da cobertura bentônica para organismos não construtores da matriz recifal. Investigou-se o efeito da densidade populacional humana sobre a degradação da qualidade da água, atuando como fator determinante da cobertura de organismos não construtores. A composição da comunidade foi analisada por meio de fotoquadrados visuais, calculando a cobertura percentual dos grupos bentônicos. As variáveis ambientais referentes a qualidade da água foram registradas in situ (temperatura, turbidez, oxigênio dissolvido, pH e sólidos totais dissolvidos) e determinadas em laboratório (fosfato e nitrato). A estrutura da comunidade bentônica diferiu significativamente entre as classes de densidade populacional humana (inabitado, habitado e populoso). A maior cobertura média dos recifes analisados foi a de corais escleractíneos (28,01%±14,69), seguido por macroalgas (18,25%±5,41) e esponjas bioerodidoras (16,83%±10,62). A cobertura de organismos construtores (corais e algas calcarias) declinou progressivamente, de acordo com a densidade populacional humana, enquanto o grupo de não construtores aumentou. Registramos a dominância por macroalgas no recife da Pituba, zoantídeos no recife de Praia do Forte e esponjas bioerodidoras nos recifes de Guarajuba e Itacimirim. Em relação as variáveis abióticas houve uma diferenciação significativa entre as condições ambientais das regiões estudadas. Identificou-se que a densidade populacional exerce efeito sobre o processo de degradação da qualidade da água, influenciando na composição da comunidade bentônica. Os recifes dominados por algas e zoantídeos associaram-se com o aumento da disponibilidade de nutrientes e no teor de oxigênio dissolvido na coluna d’água. A dominância das esponjas bioerodidoras associou-se com a concentração de sólidos totais dissolvidos em Guarajuba e Itacimirim. Registrou-se um branqueamento das esponjas que se associou com elevadas temperaturas e altas concentrações de nitrato. Nossos resultados suportam a interferência da densidade populacional humana sobre a qualidade de água e a estrutura das comunidades bentônicas dos recifes costeiros. Enfatiza-se o papel do topo recifal na manutenção da resiliência dos recifes costeiros frente as ameaças locais e globais, perante a cobertura de organismos construtores. Reforçamos que inicianitas de manejo dos recifes costeiros devem estar baseados em programas de monitoramentos integrados em escala local da variabilidade da comunidade bentônica e das condições ambientais dos recifes costeiros.pt_BR
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEsponjas bioerodidoraspt_BR
dc.subjectTopo recifalpt_BR
dc.subjectResiliênciapt_BR
dc.subjectDensidade Populacional Humanapt_BR
dc.subjectAmeaças Locaispt_BR
dc.titleEfeito da densidade populacional humana e qualidade da água na cobertura de organismos não construtores em recifes costeiros.pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.refereesSilva Cruz, Igor Cristino-
dc.contributor.refereesLôbo Hajdu, Gisele-
dc.publisher.departamentInstituto de Biologiapt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECOLOGIA E BIOMONITORAMENTOpt_BR
dc.publisher.initialsUFBApt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.subject.cnpqEcologiapt_BR
Appears in Collections:Dissertação (Pós-Ecologia)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO PPGECOBIO ACCJ.pdf2,56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.