Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/2732
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorBritto, Ana Pavlova Cabral Raimundo-
dc.contributor.authorCastro, Bernardo Galvão-
dc.contributor.authorStraatmann, Andréa-
dc.contributor.authorTorres, Sandro de Menezes Santos-
dc.contributor.authorTavares-Neto, José-
dc.date.accessioned2011-09-13T17:37:44Z-
dc.date.available2011-09-13T17:37:44Z-
dc.date.issued1998-
dc.identifier.issn0037-8682-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/2732-
dc.descriptionp. 35-41,Jan-Fev.pt_BR
dc.description.abstractA cidade do Salvador, capital do Estado da Bahia, apresenta a população com maior prevalência da infecção pelo HTLV-I no Brasil. Todavia, somente um estudo incluiu uma cidade do interior deste Estado, mesmo assim com número amostral pequeno. O objetivo foi o de avaliar a prevalência de anticorpos anti-HTLV-I/II na população de quatro cidades do interior do Estado da Bahia. As amostras de soro proveninentes de 1.539 indivíduos residentes em Catolândia, Ipupiara, Jacobina e Prado foram triadas através do ELISA, e a confirmação dos resultados nas amostras repetidamente positivas foi realizada através do "Western blot". Quarenta e sete (3,1%) amostras foram positivas pelo ELISA, e 44 destas foram submetidas ao Western blot, com 5 resultados positivos (0,3%), 8 (0,5%) indeterminados (todos da cidade de Jacobina) e 31 negativos. A prevalência geral de anticorpos anti-HTLV-I, nas cidades estudadas, foi de 0,3%. Esta prevalência variou de 0,0% (Prado) a 0,7% (Jacobina), porém não houve diferença estatisticamente significante (p > 0,21). Nenhum indivíduo apresentou anticorpos anti-HTLV-II. Em conclusão, a prevalência da infecção pelo HTLV-I no interior do Estado da Bahia foi baixa, contudo, a população da cidade de Jacobina apresentou a maior prevalência. No entanto, outros estudos epidemiológicos, clínicos e virológicos serão necessários para a melhor compreensão da história natural desta infecção em Jacobina.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by JURANDI DE SOUZA SILVA (jssufba@hotmail.com) on 2011-09-13T17:37:44Z No. of bitstreams: 1 0551.pdf: 38610 bytes, checksum: 3b57672c914550a1fdcb0de08f97e7c8 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2011-09-13T17:37:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 0551.pdf: 38610 bytes, checksum: 3b57672c914550a1fdcb0de08f97e7c8 (MD5) Previous issue date: 1998en
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectHTLV-I,pt_BR
dc.subjectHTLV-II,pt_BR
dc.subjectRetrovírus,pt_BR
dc.subjectSoroprevalência,pt_BR
dc.subjectBahia,pt_BR
dc.subjectRetrovirus,pt_BR
dc.subjectSero-prevalence.pt_BR
dc.titleInfecção pelo HTLV-I/II no Estado da Bahia HLTV-I/II infection in Bahia State, Brazilpt_BR
dc.title.alternativeRevista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropicalpt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.description.localpubUberabapt_BR
dc.identifier.numberv. 31, n. 1.pt_BR
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos (Faculdade de Medicina)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
0551.pdf37,71 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.