Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/24391
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorOliveira, Olívia Maria Cordeiro-
dc.contributor.authorSouza, Iasmine Maciel Silva-
dc.creatorSouza, Iasmine Maciel Silva-
dc.date.accessioned2017-10-25T17:23:25Z-
dc.date.available2017-10-25T17:23:25Z-
dc.date.issued2017-10-25-
dc.date.submitted2017-03-14-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24391-
dc.description.abstractEste trabalho faz parte do subprojeto 3 denominado de “Calibração de Parâmentros Ópticos e Moleculares de Maturação de Rochas Geradoras Não Convencionais”, pertencente ao “Programa: Formação do Centro de Excelência em Geoquímica do Petróleo do Instituto de Geociências da Universidade Federal da Bahia (UFBA) –GEOQPETROL”, financiando pela BG- SHELL Brasil, através do convênio BG E&P Brasil Ltda- UFBA- FAPEX. A bacia sedimentar do Parnaíba abrange partes da região norte, nordeste e centro-oeste do Brasil. É uma bacia intracratônica paleozoica, e carece de estudos mais conclusivos a respeito do potencial gerador de petróleo. Este trabalho busca ampliar o conhecimento para geração e exploração de hidrocarbonetos na Bacia do Parnaíba. O objetivo desta dissertação foi analisar o potencial gerador de hidrocarbonetos e o paleoambiente de sedimentação e evolução térmica da Formação Pimenteiras (Devoniano), na borda oeste da Bacia do Parnaíba, através da geoquímica orgânica e,biomarcadores aromáticos do petróleo. Foram coletadas 17 amostras em dois afloramentos distintos. A amostragem foi efetuada de maneira sistemática, com espaçamento vertical metro ametro, ao longo de afloramento de corte de estrada na TO-020/TO-010 e o outro na BR-153 (Belém-Brasília). Foiavaliado em todas as amostraso teor de carbono orgânico (COT), os Índices de Hidrogênio (IH) e de Oxigênio (IO), os picos S1, S2 e a temperatura máxima (Tmáx) obtida pelo pirolisador Rock Eval, e ainda a composição isotópica.A matéria orgânica solúvel das rochas extraídas foi primeiramente,identificada e quantificada através da cromatografia gasosa acoplada ao detector de ionização de chama, para a obtenção das características do óleo (wholeoil), e posteriormente os extratos foram separados nas frações aromáticas, saturadas e compostos polares para que fossem analisados os biomarcadores aromáticos e saturados. A análise dos biomarcadoresfoi realizada em cromatografia gasosa acoplado ao espectrômetro e massa. Em todas as amostras, os estudos da matéria orgânica sugerem a predominância de fonte terrestre, porém em alguns pontos foi possível também verificar a contribuição marinha. Os resultados do COT as amostras do ponto 9 variaram entre 0,99 e 1,98% que é considerado como bom potencial para rochas geradoras. Por outro lado, a maioria das amostras possui pobre a bom potencial de geração de hidrocarbonetos(S2 variando entre 0,86 e 2,18 mg HC/g rocha). O querogênio foi classificado como uma mistura entre os tipos II e III e III. O Tmáx variou entre 417 a 430 ºC, indicando que amaioria das amostras estãoimaturas. Os biomarcadores aromáticos indicadores de origem da matéria orgânica, paleoambientedeposicional e maturação foram caracterizados em 11 amostras.As altas concentrações das razões de 1,6-DMN (dimetil-naftalenos), 1,2,5-TMN (trimetil-naftalenos) e reteno/criseno, associadas a baixas razões do 9- MF (metil- fenantreno) permitiram sugerir que a fonte da matéria orgânica possui uma predominância de origem terrestre. Já as baixas razões dos dibenzotiofenos/fenantrenos e baixas razões de pristano/fitano indicaram que estes extratos foram depositados em paleoambiente transicional entre continental e marinho em condições anóxicas a subóxicas. Utilizando as razões do alquilado do naftaleno, fenantreno, dibenzotiofenos e esteroides monoaroámatico e triaromático foi verificado que os extratos orgânicos estavam todos imaturos.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectgeoquímica do petróleopt_BR
dc.subjectformação pimenteiraspt_BR
dc.subjectbacia do parnaíbapt_BR
dc.subjectbiomarcadores aromáticospt_BR
dc.subjectdevonianopt_BR
dc.titlePotencial gerador da formação pimenteiras (devoniano da bacia do parnaíba) e avaliação dos biomarcadores aromáticos de extratos orgânicos como indicadores do paleoambiente de sedimentação e evolução térmica.pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor-coRibeiro, Hélio Jorge Severiano-
dc.contributor.advisor-coSousa, Eliane Soares-
dc.contributor.refereesOliveira, Olívia Maria Cordeiro-
dc.contributor.refereesTeixeira, Leonardo Sena Gomes-
dc.contributor.refereesCerqueira, José Roberto-
dc.publisher.departamentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Geoquímica: Petróleo e Meio Ambientept_BR
dc.publisher.initialsUFBApt_BR
dc.publisher.countrybrasilpt_BR
dc.subject.cnpqCiências Exatas e da Terrapt_BR
Appears in Collections:Dissertação (POSPETRO)

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.