Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/13579
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorDaltro, Gildásio de Cerqueira-
dc.contributor.authorPinto, Bruno Muniz-
dc.creatorPinto, Bruno Muniz-
dc.date.accessioned2013-11-06T21:10:17Z-
dc.date.available2013-11-06T21:10:17Z-
dc.date.issued2013-11-06-
dc.date.submitted2013-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13579-
dc.description.abstractIntrodução: A doença falciforme (DF) é a hemoglobinopatia mais frequente no Brasil e constitui um problema de saúde pública. Configurando-se como desordem de caráter sistêmico, seus mecanismos de vaso - oclusão e anemia hemolítica provocam diversas manifestações clínicas as quais estão inclusas a osteonecrose da cabeça femoral (ONCF), condição esta limitante que gera repercussões individuais, familiares e sociais. Uma técnica desenvolvida por Hernigou, et al. em 2002, que consiste em transplante autólogo de células medulares, mostrou resultados promissores no tratamento da referida patologia gerando danos cirúrgicos mínimos. Objetivos: Primário: Avaliar a função do quadril em portadores de ONCF secundária à DF antes e após a terapia celular. Secundário: Traçar perfil epidemiológico da população falcêmica submetidos à terapia celular. Metodologia:Trata-se de um estudo de corte transversal realizado com pacientes participantes de um ensaio clínico não randomizado intitulado de “Tratamento de Osteonecrose do Quadril em pacientes falcêmico com transplante autólogo de células mononucleares”. Os dados foram coletados através da ficha de coleta de dados e da aplicação do questionário Harris Hip Score (HHS) antes e após a terapia celular. Resultados: Foram entrevistados 16 pacientes, 7 (44%) homens e 9 (56%) mulheres, com idades entre 12 e 54 anos (média 29,6 anos). Apenas 1 (6%) dos pacientes não apresentava grau de parentesco com portadores da DF. 5 (31%) pacientes não apresentavam envolvimento bilateral da articulação do quadril e 2 (12,5%) apresentavam osteonecrose apenas da articulação submetida à intervenção. 12 (75%) pacientes apresentavam padrão homozigótico da fal cemia, 3 (19%)apresentavam padrão heterozigótico e 1(6%) o dado não foi colhido. Na avaliação pré - operatória foi constatado que 2 (12,5%) pacientes apresentavam ONCF classificadas como grau I segundo Ficat & Arlet, 8(50%) apresentavam grau II e 6 (37,5 %) apresentavam grau III. Na aplicação do HHS pré-operatório , 9 (56%) pacientes apresentavam grau ruim ,2 (12,5%) grau razoável, 5(31%) grau bom e nenhum paciente apresentou grau excelente. A aplicação do HHS pós -operatório foi realizada em apenas 10 dos 16 pacientes, e mostrou que 2 (20%) pacientes apresentavam grau ruim , 1(10%) grau razoável,2 (20%) grau bom e 5 (50%) grau excelente . Com exceção de 2 (20%) pacientes, foi observada uma m elhora global na função do quadril após a terapia celular. 4 (40%) pacientes aumentaram apenas um grau no HHS e 4 (40%) tiveram aumento em dois graus. Conclusão : Os pacientes portadores de ONCF submetidos à terapia celular apresentaram melhora significativ a na capacidade funcional do quadril . O rastreio dos pacientes falcêmicos para detectar processos de osteonecrose deve ser realizado uma vez que ele pode ser subclínico e sua identificação em estágios precoces é imprescindível para a eficácia do tratamento . Dados demográficos e epidemiológicos corroboram com os encontrados na literatura, entretanto uma análise individualizada não pode ser feita devido ao reduzido tamanho da amostra. Mais estudos precisam ser realizados para confirmar os achados sugeridos no presente estudo.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAnemia falciformept_BR
dc.subjectOsteonecrosept_BR
dc.subjectArticulação de quadrilpt_BR
dc.titleAvaliação funcional do quadril em pacientes com doença falciforme antes e após a terapia celularpt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
dc.publisher.departamentMedicinapt_BR
dc.publisher.programColegiado do Curso de Graduação em Medicinapt_BR
dc.publisher.initialsUFBApt_BR
dc.publisher.countrybrasilpt_BR
Appears in Collections:Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Medicina (Faculdade de Medicina)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Bruno Muniz Pinto.pdf1,93 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.