Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/12726
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCardoso, Márcio Zikán-
dc.contributor.authorVasconcelos, Rodrigo Nogueira de-
dc.creatorVasconcelos, Rodrigo Nogueira de-
dc.date.accessioned2013-08-23T22:04:12Z-
dc.date.available2013-08-23T22:04:12Z-
dc.date.issued2013-08-23-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/12726-
dc.description.abstractO atual ritmo de diminuição da biodiversidade imposta, além de outros fatores, pelas forças deletérias da perda e fragmentação de habitats em ambientes tropicais, em especial a Floresta Atlântica, tem ampliado o interesse dos estudiosos na investigação da distribuição e organização das comunidades ecológicas nas paisagens fragmentadas. Neste estudo foram utilizadas borboletas frugívoras como um modelo para a caracterização dos níveis de perturbação em uma paisagem composta por plantações de eucaliptos e fragmentos de Floresta Atlântica no extremo sul da Bahia. Os objetivos do estudo foram descrever a estrutura da comunidade de borboletas frugívoras e relacionar os padrões da composição de espécies com as variáveis estruturais do habitat. A área de estudo consistiu em quatro réplicas de três unidades de paisagem: (i) plantações maduras (6 anos) de eucalipto, (ii) fragmentos moderamente conservados, isolados po pastagens e (iii) uma grande (área?) remanescente de mata contínua preservada (RPPN Veracruz). Quatro coletas, com duração média de 10 dias foram feitas usando armadilhas de frutas em fermentação. Dados de estrutura habitat e variáveis microclimáticas foram também coletados em cada uma das unidades de coleta. Foram capturados 6171 indivíduos, distribuídos em 67 espécies. No geral, os eucaliptos suportaram uma menor riqueza de espécies, se comparado com os ambientes naturais mantendo uma fauna de borboletas frugívoras altamente generalista, formando um ambiente bastante distinto, não apenas em função da composição de espécies, mas também em relação às variáveis ambientais. Encontrou-se uma forte relação entre as variáveis estruturais do habitat e a composição de espécies de borboletas, onde as variáveis umidade relativa, temperatura e densidade folhagem apresentaram maiores valores de correlação para a comunidade geral. As informações geradas neste estudo poderão representar uma importante ferramenta na discussão de políticas de reflorestamento e manejo da paisagem.pt_BR
dc.description.sponsorshipFapesb, Veracel Celulose S/Apt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectBorboletaspt_BR
dc.subjectPerturbaçãopt_BR
dc.subjectEucaliptopt_BR
dc.subjectFloresta Atlânticapt_BR
dc.titleEstrutura da comunidade de borboletas frugívoras em fragmentos de Floresta Atlântica e em plantações de eucalipto no extremo Sul da Bahiapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.description.localpubSalvador, Bahiapt_BR
Appears in Collections:Dissertação (Pós-Ecologia)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
disssertacao_versao final Rodrigo Vasconcelos.pdf439,95 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.