Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/12708
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorViana, Blandina Felipe-
dc.contributor.authorFerreira, Patrícia Alves-
dc.creatorFerreira, Patrícia Alves-
dc.date.accessioned2013-08-22T23:17:39Z-
dc.date.available2013-08-22T23:17:39Z-
dc.date.issued2013-08-22-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/12708-
dc.description.abstractInvestigações recentes baseadas nas características florais sugerem que algumas espécies do gênero Paliavana podem estar em uma condição intermediária entre diferentes síndromes de polinização, com características florais associadas a amplo espectro de visitantes, como beija-flores, abelhas e morcegos. Paliavana tenuiflora Mansf. (Gesneriaceae: Sinningeae) está associada a áreas de altitude, campos rupestres e exibe diversas características associadas à polinização por estes grupos. Assim o objetivo deste estudo é investigar a importância dos visitantes florais, para a polinização dessa espécie, em áreas de campos rupestres na Chapada Diamantina, Mucugê, Bahia, Brasil. Informações sobre morfologia floral e biologia da polinização foram registradas e a autocompatibilidade do sistema reprodutivo foi testada. Os visitantes florais foram coletados e a sua eficiência foi investigada. Para análise dos dados utilizou-se o teste de regressão linear e ANOVA (one-way), α = 0,05. Paliavana tenuiflora apresenta características intermediárias entre polinização por abelhas grandes e beija-flores. Dentre os visitantes, as abelhas grandes, principalmente Bombus brevivillus são os polinizadores eficientes e o beija-flor Phaethornis pretrei é o polinizador ocasional. Morcegos não foram observados visitando as flores, apesar de terem sido observados na área de estudo. Nossos resultados revelam que P. tenuiflora apesar de ter um sistema intermediário de polinização onde diferentes espécies podem contribuir igualmente para o sucesso reprodutivo, são efetivamente polinizadas por abelhas grandes e diurnas. Assim, o sistema de polinização em P. tenuiflora pode estar sendo deslocado de um sistema mais generalista e plástico para um sistema onde predomina a melitofilia. Outra possibilidade é que as pressões exercidas pelas condições ambientais podem estar sendo mais determinantes para o sistema de polinização de P. tenuiflora do que os atributos morfológicos de suas flores.pt_BR
dc.description.sponsorshipFapesbpt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectGeneriáceas - Diamantina, Chapada (BA)pt_BR
dc.subjectPolinizaçãopt_BR
dc.subjectEcologia vegetalpt_BR
dc.subjectGeneriáceas - Reproduçãopt_BR
dc.subjectMorfologia vegetalpt_BR
dc.title“Síndromes intermediárias de polinização” e suas implicações ecológicas: O caso de Paliavana tenuiflora Mansf. (Gesneriaceae: Sinningeae) em Mucugê - Chapada Diamantina – Bahiapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.description.localpubSalvador, Bahiapt_BR
Appears in Collections:Dissertação (Pós-Ecologia)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Patricia Ferreira - Dissertação 2008.pdf965,06 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.