DSpace

RI UFBA >
Escola de Administração >
Núcleo de Pós-Graduação em Administração (NPGA) >
Dissertações de Mestrado Acadêmico (NPGA) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/9503

Title: O mapa da rede um estudo cognitivo do processo de formação da rede Bahia
Authors: Santos, Tomaz Assmar de Carvalho
???metadata.dc.contributor.advisor???: Bastos, Antônio Virgílio Bittencourt
Keywords: Organização;Organizações em rede;Psicologia social;Mapas cognitivos;Rede Bahia;Comportamento organizacional;Cognição
Issue Date: 2002
Publisher: Curso de Mestrado da Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia
Abstract: Este texto apresenta um estudo desenvolvido a partir do encontro de duas áreas de pesquisa: o campo da teoria das organizações e a psicologia social. Utiliza-se o referencial da teoria das organizações para que possam ser apresentados os fatores que descrevem e analisam o processo de formação da Rede Bahia, um conglomerado de empresas baianas atuantes majoritariamente nos segmentos de comunicação e entretenimento. Para que se possa entender esse processo de formação, partiu-se da análise dos conceitos de organizações e interorganizações, utilizando-se como base o modelo de organizações em rede proposto por Alter & Hage (1993). Para tanto, foi realizada uma pesquisa de campo para levantar os fatores empresariais que levaram à formação da Rede Bahia. Depois, utilizam-se os referenciais de análise da psicologia social através do campo do comportamento organizacional e das questões ligadas às teorias da cognição, objetivando levantar as diferentes visões que os dirigentes da rede poderiam ter sobre sua formação, sua atual arquitetura, seus objetivos e desafios futuros. Através do uso de representações gráficas cognitivas, esses gestores puderam expressar suas visões sobre os conceitos que permearam todo o processo de concepção das estratégias de implantação e desenvolvimento da estrutura desta interorganização. A pesquisa realizada a partir de fontes primárias utilizou-se de um modelo de tipologia de rede, verificando posteriormente que este arranjo organizacional não possuía as características inerentes aos padrões de organizações em rede, ainda que pudessem ser encontradas iniciativas isoladas de trabalhos em rede. Por fim, a análise das representações gráficas indicou a existência de visões discordantes entre alguns membros da alta direção da empresa, o que indica que sua atual arquitetura organizacional é fruto de um processo de negociação interna que não espelha um pensamento homogêneo dentro das empresas componentes do grupo.
Description: p. 1-127
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/9503
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado Acadêmico (NPGA)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
111111.pdf803.35 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA