DSpace

RI UFBA >
Escola de Administração >
Núcleo de Pós-Graduação em Administração (NPGA) >
Dissertações de Mestrado Acadêmico (NPGA) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/8864

Title: Mensuração da pobreza: uma comparação entre a renda e a abordagem multidimensional da pobreza na Bahia
Authors: Machado, Kenys Menezes
???metadata.dc.contributor.advisor???: Penteado, Paulo
Keywords: Pobreza Renda;Pobreza Multidimensional;Bahia;Mensuração da Pobreza;Combate à Pobreza;Poverty Income;Multidimensional Poverty;Poverty Measurement;Poverty Reduction
Issue Date: 2006
Publisher: Universidade Federal da Bahia
Abstract: Apesar do crescente aumento do estoque de riqueza material no mundo, a pobreza continua a ser um problema de grande extensão e gravidade devido, especialmente, às desigualdades sociais. Existe uma dificuldade inicial na formulação e acompanhamento das políticas de combate a pobreza que é a indefinição ou limitação das concepções de pobreza adotadas. Este trabalho considera as inúmeras críticas quanto ao caráter limitado da renda, a proxy mais utilizada para a descrição da pobreza, adotando uma abordagem multidimensional como a mais adequada para a análise. Concluiuse, entretanto que a abordagem da renda pode ser utilizada para a mensuração da pobreza como proxy de uma conceituação multifacetada deste fenômeno, desde que completada com indicadores sociais, mas é insuficiente para a análise das suas causas. Utilizouse a Bahia como estudo de caso para a discussão da adequação da renda como forma de medir a pobreza. Diferentes estudos apontavam resultados distintos desde o início da década de 90; um dos motivos seria a concepção de pobreza utilizada. O problema de pesquisa deste trabalho então foi o seguinte: a dinâmica da pobreza na Bahia demonstrada através de linhas de pobreza baseadas na renda é consistente com uma abordagem multidimensional? A hipótese inicial de que as análises da dinâmica da pobreza eram inconsistentes com uma abordagem multidimensional não foi comprovada, ou seja, a evolução da pobreza entre 1991 e 2000 descritas através da renda mostrouse semelhante à observada por meio das necessidades básicas ou das capacidades, mensuradas por meio de um sistema de indicadores sociais e do IDH, respectivamente. A distinção de resultados ocorreu na análise baseada nos indicadores de desigualdades, que buscavam refletir a abordagem de exclusão social. A observação das diversas dimensões da pobreza e seus comportamentos no período e a análise dos resultados foi objetivo específico deste trabalho. A pesquisa foi feita através de uma metodologia quantitativa com dados secundários a partir de quatro perspectivas em relação à pobreza (renda, necessidades básicas, capacidades e exclusão social). Concluíse assim que para se ter um quadro mais próximo da realidade, há uma necessidade de se analisar a pobreza utilizando abordagens distintas, mas complementares.
Description: p. 1-125
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/8864
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado Acadêmico (NPGA)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
3333.pdf1.78 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA