DSpace

RI UFBA >
Escola de Dança >
Programa de Pós-Graduação em Dança (PPGDANCA) >
Dissertações de Mestrado (PPGDANCA) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/7890

Title: Vestíveis em fluxo: a relação implicada entre corpo, movimento e o que se veste na cena contemporânea da dança
Authors: Diniz, Carolina
???metadata.dc.contributor.advisor???: Iannitelli, Leda Maria Muhana Martinez
Keywords: Corpo;Movimento;Dança Contemporânea;Figurino;Vestíveis em Fluxo
Issue Date: 16-Jan-2013
Abstract: No contexto contemporâneo da dança a relação entre corpo e os demais componentes de cena tendem a se organizar de modo coimplicado na construção de obras artísticas. Esta pesquisa se propõe a discutir e problematizar a relação entre corpo e o que se veste em cena, tendo como recorte específico, um modo que pode ser observado com cada vez mais frequência, no qual o que se veste em cena apresenta-se de forma implicada ao corpo e ao movimento, constituindo a própria dança. Metodologicamente, esta pesquisa é qualitativa, por abordar questões particulares e subjetivas de concepção criativa, mas também é descritiva/explicativa ao se propor compreender de que modo a relação entre corpo e figurino vem se apresentando ao longo da história da dança, descrevendo algumas de suas características e identificando os fatores que contribuem para a ocorrência e o desenvolvimento dessa relação na dança. Três obras contemporâneas de dança que se inscrevem no recorte temático desta pesquisa, foram analisadas, e entrevistas semi-estruturadas foram realizadas com os artistas/autores das obras. Na contextualização histórica sobre a relação entre o corpo e o que se veste em cena, observou-se que alguns artistas de diferentes contextos e períodos da história da dança, em alguma medida, subverteram práticas tradicionais no que concerne a essa relação. Observou-se, também, novos entendimentos acerca do conceito de figurino, propostos por alguns autores de dança e de áreas afins, que já evidenciam a insuficiência do termo frente ao contexto contemporâneo. As obras de dança In-organic de Marcela Levi, Amarelo de Elisabete Finger e Self Unfinished de Xavier Le Roy, foram analisadas, e a conexão entre corpo, movimento e o que se veste, foi entendida como um subsistema de ação, no sentido de que estas informações elaboram uma funcionalidade de conjunto que ocorre de forma indissociada. Com base em todos os dados levantados na pesquisa e, em particular, na análise das três obras, apresenta-se o conceito de Vestíveis em Fluxo, em contraponto ao conceito de figurino. Esta ideia amplia o campo do vestir, ao considerar o que se veste em cena não somente peças de roupas e acessórios, mas todo e qualquer material, objeto e componente que interfira, em algum momento, na qualidade, dinâmica ou plástica do corpo. O entendimento de Vestíveis em Fluxo também se propõe a problematizar o lugar/função/pertinência do figurinista frente às emergências do corpo relacional, apresentado pelos artistas no contexto contemporâneo da dança.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/7890
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGDANCA)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
dissertação numerada versão final versão pdf.pdf1.96 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA