DSpace

RI UFBA >
Instituto de Geociências >
Programa de Pós-Graduação em Geoquímica: Petróleo e Meio Ambiente (POSPETRO) >
Dissertações de Mestrado (POSPETRO) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/7257

Title: Biomonitoramento por crassostrea rhizophorae (Guilding, 1828) e percepção de risco socioambiental na Baía de Todos os Santos, Bahia
Authors: Mamede, Tainã
???metadata.dc.contributor.advisor???: Prost, Catherine
Keywords: Crassostrea rizhophorae;transplante;cultivo;vermelho neutro;metais pesados;percepção
Issue Date: 20-Nov-2012
Abstract: A Baía de Todos os Santos – BTS contempla ambientes costeiros que são constituídos por diversos ecossistemas vulneráveis às atividades relacionadas à expansão urbana e ao desenvolvimento em escala industrial. As comunidades pesqueiras sofrem cada vez mais da restrição de espaços costeiros e/ou litorâneos ou por impactos ambientais causados pelos avanços destas atividades. A ostra, molusco bivalve, possue hábito alimentar filtrante, podendo adsorver e bioacumular patógenos humanos e contaminantes químicos em geral, sendo, portanto utilizada no monitoramento ambiental de áreas impactadas. O objetivo deste estudo consistiu em monitorar as concentrações de cobre (Cu), zinco (Zn), cádmio (Cd) e ferro (Fe) em ostra transplantada de um cultivo localizado em Reserva Extrativista Marinha Baía do Iguape (IGP) para um estuário sujeito a uma intensa atividade industrial - rio São Paulo (RSP) (n=82), assim como avaliar a percepção do risco socioambiental pela comunidade de marisqueiras que vivem sobre influência industrial na BTS – Candeias. Concentrações de Zn, Cu, Cd e Fe (mg.kg-¹) foram determinadas nos tecidos de ostra por absorção atômica (FAAS). Em momento anterior a retirada dos tecidos foi testada nestes indivíduos à adequação do ensaio de retenção do vermelho neutro (NRRT) para avaliar a estabilidade da membrana lisossômica em hemócitos como um biomarcador de efeito. Os resultados obtidos foram tratados de forma distinta sobre forma de artigos científicos. Inicialmente foi feita a aplicação do teste de retenção do vermelho neutro com hemócitos de ostras transplantadas (RSP) e residentes(IGP). A adequação do método para ostra Crassostrea rhizophorae mostrou-se eficaz. Apesar do tempo de retenção do vermelho neutro pela ostra transplantada ter sido menor comparado a ostra residente de IGP (p<0,05) não é possível afirmar que esteja ocorrendo neste ambiente alguma anormalidade ambiental. No artigo 2 as concentrações de metais encontradas no tecido da ostra – transplantada e residente - foram correlacionadas com as variáveis biológicas do organismo. A técnica “transplante” no período de exposição estabelecido de 180 e 270 dias mostrou-se eficaz na investigação das correlações entre as variáveis. Por fim a percepção do risco socioambiental foi avaliada através de entrevistas semi-estruturadas (n=22) com as marisqueiras que realizam extração de molusco na região de Passé - Candeias. Os dados obtidos evidenciam que a percepção do risco pelas marisqueiras é facilmente identificada através da relação das atividades de mariscagem com as crises decorrentes da atuação industrial. A exposição (hs/dia) ao manguezal via contato dérmico é influenciada pelo tipo de maré, classificadas por elas como “cedeira e tardeira. O estudo alerta também sobre potenciais riscos a saúde humana advindo do consumo de ostra local, assim como a inserção da percepção do risco pela comunidade em estudos ambientais, fortalecendo assim o elo entre saberes popular e científico.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/7257
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (POSPETRO)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
dissertacao_Taina_Mamede.PDF2.81 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA