DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Arquitetura >
Artigos Publicados em Periódicos (Arquitetura) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32710

Title: A Europa dos Pobres: a ilha de Itaparica como sanatório do beribéri
Other Titles: Seminário da História da Cidade e do Urbanismo
Anais do XII SHCU – Seminário da História da Cidade e do Urbanismo
Authors: Paz, Daniel Juyracy Mellado
Keywords: Ilha, Itaparica;Beriberi;Vilegiatura marítima;Sanatório;Epidemia - 1865;Bahia;Maritime vacation;Sanatorium
Issue Date: Oct-2012
Publisher: PROPUR-UFRGS/ PROPAR-UFRGS
Citation: PAZ, Daniel J. Mellado. A Europa dos Pobres: a ilha de Itaparica como sanatório do beribéri. In: Anais do XII SHCU – Seminário da História da Cidade e do Urbanismo. CD-ROM. Porto Alegre: PROPUR-UFRGS/ PROPAR-UFRGS, 2012.
Abstract: O trabalho apresenta a identificação do que seria uma epidemia, em 1865, pelo Dr. José Francisco da Silva Lima, o beribéri. A rápida sucessão de casos, na Bahia e demais províncias do Império, veiculados pela Gazeta Médica da Bahia, fez o beribéri ser reconhecido como uma epidemia. Moléstia sem causas claras, hoje conhecida avitaminose, tinha como meio de combate mais eficaz a emigração. Em Salvador, o melhor sítio para a cura climatérica foi a ilha de Itaparica, situada na Baía de Todos os Santos. Outros sítios de veraneio foram reconhecidos como igualmente salubres. Mas, em Itaparica, conhecida como Europa dos Pobres no final do séc. XIX, essa procura deflagrou um processo de vilegiatura marítima em uma cidade então decadente economicamente.The paper presents the identification of what would be an epidemic in 1865 by Dr. José Francisco da Silva Lima: the beriberi. The fast records of cases in Bahia and other States of the Brazilian Empire, reported by the Gazeta Médica da Bahia, made the beriberi be recognized as an epidemic. The beriberi, now known avitaminosis, was a disease without a clear cause, and its most effective remedy was simply the emigration. In Salvador the healthiest place was the island of Itaparica, in the Baia de Todos os Santos. Other vacation sites were recognized as equally healthy, but in Itaparica, known as the Europe of Poors at the end of the 18th century, the demand started a process of maritime vacation in a city then decadent economically.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32710
ISBN: 978-85-60188-12-3
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos (Arquitetura)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
A Europa dos Pobres - a ilha de Itaparica como Sanatório do Beribéri.pdf200.48 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA