DSpace

RI UFBA >
Instituto de Ciências da Saúde - ICS >
Programa de Pós-Graduação em Processos Interativos dos Órgãos e Sistemas (PPGORGSISTEM) >
Teses de Doutorado (PPGORGSISTEM) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32628

Title: Eficácia da Mobilização com Movimento de Mulligan em pacientes com dor no ombro
Authors: Dias, Daniela
???metadata.dc.contributor.advisor???: Araújo, Roberto Paulo
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Gomes Neto, Mansueto
Keywords: Dor no ombro;Incapacidade;Manipulações musculosqueléticas;Técnicas de exercício e de movimento
Issue Date: 15-Jan-2021
Abstract: Resumo: Introdução – A dor no ombro apresenta prevalência alta e gera disfunções. A fisioterapia tem papel importante no tratamento da dor no ombro por meio de exercícios terapêuticos e técnicas manuais, como a Mobilization with movement de Mulligan, que se baseia na teoria da falha posicional articular. Objetivo – Verificar a eficácia da técnica de Mulligan na dor, na força muscular, na função e nos domínios de capacidade funcional, dor, limitação por aspectos físicos e emocionais representando a qualidade de vida em pacientes com dor no ombro. Material e métodos – Estudo intervencional tipo ensaio clínico randomizado. Participaram do estudo 36 pacientes adultos, 27 mulheres e 9 homens, idade média de 62 anos (Mulligan: 61,5+13,2 x Exercícios: 62+9,27), com dor no ombro secundária a lesão musculoesquelética. Foi cadastrado no REBEC (Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos) com no UTN: U 1111-1220-9766, e foi aprovado pelo Conselho de Ética em Pesquisa do Instituto de Ciências da Saúde (CAAE 65901917.1.0000.5662). Constituído de três etapas, a primeira culminou com a construção de uma revisão sistemática com metanálise, exposta no artigo “Effect of mobilization with movement on pain, disability, and range of motion in patients with shoulder pain and movement impairment: a systematic review and meta-analysis”. A segunda etapa constou da coleta dos dados dos pacientes por meio da ficha clínica e sócio demográfica, avaliação por meio da escala visual numérica da dor, da algometria, da dinamometria socinética, do Penn Shoulder Score e do SF-36, bem como realização de tratamento baseado na técnica de Mulligan e exercícios terapêuticos. Os pacientes foram alocados através de lista randômica. A terceira etapa envolveu a construção da produção científica representada pelo capítulo do livro “Dor no Ombro” e pelos artigos: “Dor no ombro em mulheres com síndrome do manguito rotador”, “Efeito imediato da Mobilização com Movimento de Mulligan em pacientes com dor no ombro” e “Eficácia da Mobilização com Movimento de Mulligan em pacientes com dor no ombro: ensaio clínico randomizado”. Resultados – O artigo de revisão sistemática com metanálise apresenta a conclusão de que a técnica de Mulligan, combinada com reabilitação convencional, reduziu a dor em repouso, a incapacidade de abdução e rotação externa do ombro, em comparação com a reabilitação convencional isoladamente. Em comparação com Maitland, Mulligan melhorou o arco de movimento ativo de abdução do ombro. No artigo “Dor no ombro em mulheres com síndrome do manguito rotador”, a conclusão apresentada é de que a dor no ombro caracterizou-se como de alta intensidade, crônica, mais presente no movimento, acometendo, sobretudo, o ombro direito, e com fraca associação com a idade. O artigo “Efeito imediato da Mobilização com Movimento de Mulligan em pacientes com dor no ombro” expressa a conclusão de que a técnica de Mullican não foi a mais eficaz, se comparada a exercícios terapêuticos na redução da dor do ombro, sendo que exercícios apresentaram mais eficácia quando a medida foi realizada através da Escala Visual Numérica da dor; contudo não foi verificada melhora significativa ao ser mensurada pela algometria após a aplicação de uma única sessão de tratamento. E, na última produção, “Eficácia da Mobilização com Movimento de Mulligan em pacientes com dor no ombro: ensaio clínico randomizado”, concluiu-se, por meio da Escala Visual Numérica da dor, que a técnica de Mulligan foi eficaz na redução da intensidade da dor do ombro, na melhora da dor, na função e satisfação do paciente, no ganho da força muscular de flexão do ombro e no aumento da capacidade funcional, redução das limitações por aspectos físicos e emocionais do SF-36. Conclusão – Neste estudo a mobilização com movimento de Mulligan foi mais eficaz que os exercícios terapêuticos, na redução da dor do ombro, avaliada pela Escala Visual Numérica, na melhora da dor, função e satisfação com a função, no ganho da força muscular de flexão do ombro e na melhora da capacidade funcional, da dor, das limitações por aspectos físicos e emocionais.
Abstract: Introduction – Shoulder pain has a high prevalence and causes dysfunctions. Physiotherapy plays an important role in the treatment of shoulder pain through therapeutic exercises and manual techniques such as Mulligan’s Mobilization with movement, which is based on the theory of joint position error. Objective – To verify the effectiveness of the Mulligan technique on pain, muscle strength, functionality and quality of life in patients with shoulder pain. Material and Methods – Interventional randomized clinical trial study. The study included 36 adult patients, 27 women and 9 men, average age of 62 years (Mulligan: 61.5+13.2 x Exercises: 62+9.27), with shoulder pain secondary to musculoskeletal injury. The study was registered with REBEC (Brazilian Registry of Clinical Trials) with UTN nº: U 1111-1220-9766, and was approved by the Research Ethics Council of the Institute of Health Sciences (CAAE 55556816.7.0000.5028). This paper consisted of three stages, the first culminated in the construction of a systematic review with meta-analysis, exposed in the article “Effect of mobilization with movement on pain, disability, and range of motion in patients with shoulder pain and movement impairment: a systematic review and meta-analysis”. The second stage consisted of collecting data through clinical and sociodemographic records, evaluating the visual numerical scale of pain, algometry, isokinetic dynamometry, Penn Shoulder Score and SF-36, as well as performing the treatment based on the Mulligan technique and therapeutic exercises. Patients were allocated through a random list. The third stage involved the construction of the scientific production represented by the chapter of the book entitled Dor no ombro and by the articles Dor no ombro em mulheres com síndrome do manguito rotador, Efeito imediato da Mobilização com Movimento de Mulligan em pacientes com dor no ombro e Eficácia da Mobilização com Movimento de Mulligan em pacientes com dor no ombro: ensaio clínico randomizado. Results – The systematic review article with meta-analysis concluded that the Mulligan technique, combined with conventional rehabilitation, reduced pain at rest, the inability of abduction and external rotation of the shoulder, compared with conventional rehabilitation in isolation. In comparison with Maitland, Mulligan improved the active range of motion of the shoulder abduction. The article Dor no ombro em mulheres com síndrome do manguito rotador concluded that shoulder pain was characterized as high-intensity, chronic, more present in movement, affecting mainly the right shoulder, and with a weak association with age. The article Efeito imediato da Mobilização com Movimento de Mulligan em pacientes com dor no ombro express the conclusion that the Mulligan technique was not more effective, compared to therapeutic exercises in reducing shoulder pain, with exercises being more effective when measured through Visual Numerical Pain Scale; however, there was no significant improvement when measured by algometry after the application of a single treatment session. The latest production, Eficácia da Mobilização com Movimento de Mulligan em pacientes com dor no ombro: ensaio clínico randomizado, concluded that the Mulligan technique was effective in reducing the intensity of shoulder pain by means of Visual Numerical Pain Scale, in improving pain, function and patient satisfaction by the functional scale, in gaining shoulder flexion muscle strength and in increasing functional capacity, besides reducing limitations due to physical and emotional aspects of the SF-36. Conclusion – In this study, mobilization with Mulligan’s movement was more effective than therapeutic exercises, in reducing shoulder pain, evaluated by the Visual Numerical Scale, in improving pain, function and satisfaction with function, in gaining shoulder flexion muscle strength and in improving functional capacity, pain, limitations due to physical and emotional aspects.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32628
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGORGSISTEM)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Eficácia da Mobilização com Movimento de Mulligan em pacientes com dor no ombro - TESE.pdf12.11 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA