DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Educação >
Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências (PPGEFHC) >
Dissertações de Mestrado (PPGEFHC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32562

Title: Entre o broto e a rosa do clássico: análise histórico-crítica do movimento dos conteúdos nos livros didáticos de Química.
Authors: Santos, Victor Ferreira Dias
???metadata.dc.contributor.advisor???: Messeder Neto, Hélio da Silva
Keywords: Seleção de conteúdos de Química;Currículo;Livros didáticos;Pedagogia histórico-crítica;Química - Estudo e ensino;Pedagogia crítica;Educação - Filosofia;Chemistry Content Selection;Curriculum;Textbooks;Historical-Critical Pedagogy
Issue Date: 7-Jan-2021
Abstract: A seleção de conteúdos é uma das questões mais polêmicas na área de ensino de Química. Nesse sentido, esse trabalho teve como objetivo investigar o processo de inserção, retirada e resistência dos conteúdos entre o período de 1827 até 2017, utilizando as seguintes subdivisões para executar esses procedimentos: desenvolvimento das ideias pedagógicas leigas, o Ecletismo, Liberalismo e Positivismo (1827-1932); equilíbrio entre a pedagogia tradicional e a pedagogia nova (1932-1947); predominância da pedagogia nova (1947-1961); crise da pedagogia nova e articulação da pedagogia tecnicista (1961-1969); Pedagogia Tecnicista, concepção analítica e visão crítico-reprodutivista (1969-1980); ensaios contra-hegemônicos: as pedagogias críticas buscando orientar a prática educativa (1980-1991); o neoprodutivismo e suas variantes: neoescolanovismo, neoconstrutivismo, neotecnicismo (1991-2001); PNLD e propostas da área de ensino de Química (2002-2017). Além disso, realizou-se uma discussão referente às principais ideias pedagógicas e teorias curriculares que influenciaram nesse processo. Destarte, essa pesquisa buscou, com esse caminho de investigação, avançar no entendimento do conceito de clássico como norteador da seleção de conteúdos da pedagogia histórico-crítica, teoria que passa por um processo de construção coletiva de suas produções teóricas. Como metodologia de pesquisa, selecionamos os livros didáticos de Química ao longo dos períodos anunciados, verificando quais eram as manifestações de conteúdos presentes nesses materiais, pois configuram-se como principal instrumento para efetuar a seleção de conteúdos pelo professorado. Nosso estofo de análise foi a pedagogia histórico-crítica e o método materialista histórico-dialético em coerência com o próprio desenvolvimento dessa teoria educacional. Buscamos, nesse sentido responder a seguinte pergunta: Quais conteúdos foram aparecendo e desaparecendo ao longo do processo histórico? Concluímos que os conteúdos analisados são e não são os mesmos. Cada um deles requereria um estudo específico para perceber suas mudanças e identificar suas unidades de análise, mostrando o que permaneceu e o que desapareceu dentro desses mesmos conteúdos, abrindo, assim, novas possibilidades de pesquisa para o ensino de Química e para a pedagogia histórico-crítica. Mesmo com essas características, verificamos nesse movimento de aparecimento e desaparecimento que muitos conteúdos resistiram a todo o processo histórico, o que indica que, mesmo com todo o esvaziamento das pedagogias do aprender a aprender e da influência construtivista, existem conteúdos que podem ser caracterizados como clássicos da pedagogia histórico-crítica. Os resultados apontam que resistiram com destaque os conceitos de substância, misturas, átomos, moléculas, modelos atômicos, equilíbrio químico, propriedades coligativas, eletrólise, noções de oxidação e redução, cinética das reações, soluções, coloides, funções orgânicas, ácidos, bases, sais e reações nucleares.
ABSTRACT Content’s selection is one of the most controversial issues in the area of teaching chemistry. In this sense, this work aimed to investigate the process of insertion, withdrawal and resistance of the contents between the period from 1827 to 2017, using the following subdivisions to perform these procedures: development of lay pedagogical ideas, Eclecticism, Liberalism and Positivism (1827 -1932); balance between traditional and new pedagogy (1932-1947); predominance of new pedagogy (1947-1961); crisis of new pedagogy and articulation of technicist pedagogy (1961- 1969); Technicist Pedagogy, analytical conception and critical-reproductive view (1969-1980); counter-hegemonic essays: critical pedagogies seeking to guide educational practice (1980-1991); neoprodutivism and its variants: neoescolanovism, neoconstructivism, neotechnics (1991-2001); PNLD and proposals in the area of Chemistry teaching (2002-2017). Thus, this research sought this investigated this path in order to advance in the understanding of the concept of classic as a guide for the selection of contents of historical-critical pedagogy, a theory in which it goes through a process of collective construction of its theoretical productions. As a research methodology, we selected the Chemistry textbooks throughout the announced periods, verifying what were the manifestations of the contents present in these materials, as they are configured as the main instrument to carry out the selection of contents by the teachers. Our subject of analysis was the historical-critical pedagogy and the dialectical historical materialist method in line with the very development of this educational theory. We seek to answer the following question: What content has been appearing and disappearing throughout the historical process? We conclude that the analyzed contents are and are not the same. Each of them would require a specific study realizing their changes and identifying their units of analysis, showing what remained and what disappeared within these same contents, opening up new possibilities for research for teaching Chemistry and for historical-critical pedagogy. Even with these characteristics, we verified in this movement of appearance and disappearance that many contents resisted the whole historical process, pointing out that even with all the emptying of learning to learn pedagogies and the constructivist influence, there are contents that can be characterized as classics of historical pedagogy critical. The results show that the concepts of substance, mixtures, atoms, molecules, atomic models, chemical equilibrium, colligative properties, electrolysis, notions of oxidation and reduction, reaction kinetics, solutions, colloids, organic functions, acids, bases, nuclear salts and reactions
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32562
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGEFHC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DissertaçãoVictorFerreira_VersãoFinal.pdf5.18 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA