DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Educação >
Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) >
Teses de Doutorado (PPGE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32266

Title: Meritocracia e projeção de futuro na perspectiva de jovens alunos: a ideologia do mérito na construção da “vida normal”.
Authors: Oliveira, Ariane Rocha Felício de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Viégas, Lygia de Sousa
Keywords: Jovens;Meritocracia;Escolarização;Escolas Públicas;Juventude - Perspectivas;Projeto de vida;Young people;Meritocracy;Schooling;Public Schools;Youth - Perspectives;Life project
Issue Date: 5-Oct-2020
Abstract: A presente pesquisa tem como objeto a relação entre a meritocracia e a projeção de futuro de adolescentes e jovens em processo de escolarização. De natureza qualitativa, ela objetivou compreender, a partir das perspectivas e vivências de adolescentes e jovens do 9º ano de uma escola pública da cidade do Salvador, como os discursos meritocráticos e seu viés medicalizante impactam na projeção de futuro. Especificamente, buscou compreender como os discursos meritocráticos são assimilados e vivenciados pelos jovens estudantes do 9º ano dentro e fora da escola; conhecer como esses alunos entendem seu próprio processo de escolarização, trajetória escolar e possíveis fracassos; reconhecer qual o papel do mérito na experiência escolar desses adolescentes e jovens estudantes; entender qual o papel da experiência escolar na projeção de futuro dos adolescentes e jovens estudantes do 9º ano de uma escola pública. A fim de alcançar tais objetivos, a pesquisa realizou um trabalho de campo, o qual adotou como procedimentos principais a aplicação de questionário, criação de grupo reflexivo e realização de entrevistas individuais. Partindo da crítica à naturalização do conceito de meritocracia, a tese ressalta os aspectos objetivos, de cunho político, histórico e social, que embasam tal ideologia constitutiva da lógica capitalista neoliberal. Ela também faz uma crítica ao modo hegemônico de conceber a juventude, ressaltando os condicionantes sociais e históricos na construção desse conceito. Além disso, chama atenção para a implicação dos marcadores sociais de exclusão no olhar direcionado para as diferentes juventudes, sobretudo a partir dos discursos discriminatórios no cenário social, dentro e fora da escola. Para entender a reprodução de discursos que pautam a vida e a escolarização unicamente no esforço pessoal, a pesquisa ressalta o papel relevante da ideologia (neo)liberal meritocrática enquanto produtora de modo de vida, chamando atenção para o enraizamento dos condicionantes sistemáticos de maneira naturalizada e fatalista por parte dos jovens da escola pública. Embora embasados na meritocracia, o recorte de classe produz nesses jovens, de maioria pobre e não branca, projeções de futuro pautadas em baixas expectativas de crescimento econômico. Eles projetam uma “vida normal”, constituída pelo acesso a direitos fundamentais de moradia e alimentação, esses sendo promovidos pela centralização no trabalho. Fundamentada em uma perspectiva crítica e interseccional de análise, a presente tese chamou atenção para os aspectos do privilégio de raça e de classe na possibilidade de questionamento do sistema, destacando que a crença no discurso meritocrático pode estar relacionada a um modo de continuar vivendo, mesmo diante das desigualdades sociais, que promovem extermínio do povo pobre e não branco, de forma literal e metafórica. Espera-se, com a pesquisa, contribuir para a reflexão dos leitores a respeito da naturalização da ideologia meritocrática, a fim de questioná-la e problematizá-la, tirando-a do lugar de único modo de vida possível.
ABSTRACT This research’s object is the relation between meritocracy and the undergoing schooling adolescents and young people future projection. As a qualitative research, it aimed to understand, from the 9th year grade Middle School students in a public school in Salvador city perspectives and experiences, how meritocratic speeches and their medicalizing bias impact on the future projection. Specifically, it sought to understand how meritocratic speeches are assimilated and experienced by young 9th year grade students inside and outside school; to know how these students see their own schooling process, school trajectory and possible failures; identify what is the merit’s role in these adolescents and young students’ school experience; understand what is the school experience’s role in the future projection of teenagers and young students in the 9th year grade in a public school. In order to achieve these objectives, the research carried out fieldwork, which adopted as main procedures questionnaire survey application, formation of reflective groups and conducting individual interviews. Starting from meritocracy concept naturalization critique, the thesis highlights the objective aspects, those have political, historical and social nature, which support such ideology that composes the neoliberal capitalist logic. It also criticizes the hegemonic way of conceiving youth, emphasizing the social and historical conditions in the composition of this concept. In addition, it signalizes for the social exclusion indicators implication in the look targeted to the different youths, especially from discriminatory speeches in social space inside and outside school. In order to understand the reproduction of speeches that guide life and schooling just in personal effort, the research highlights the relevant role of the meritocratic (neo)liberal ideology as a way of life producer, warning about the rooting of systematic conditions in a naturalized and fatalistic way by public school youth. Although based on meritocracy, the class cut produces in these young people, the majority poor and non-white, future projections based on low expectations of economic growth. They project a "normal life", consisted in access housing and feeding fundamental rights, these being promoted by work focus. Based on a critical and intersectional analysis perspective, this thesis points the race and class privileges aspects in a possibility of impeaching the system, highlighting that the belief in meritocratic speeches may be related to a way of keep living, even in the face of social inequalities, which promote the poor and non-white people extermination, literally and metaphorically. It is hoped, with the research, to contribute to the readers' reflection about the meritocratic ideology naturalization, in order to question it and problematize it, taking it out from the only possible way of life place.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32266
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese Ariane Felício versão final.pdf2.16 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA