DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Dissertações de Mestrado Acadêmico (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32150

Title: Incidência de desfechos clínicos e alterações no desenvolvimento em crianças nascidas durante o surto de ZIKV: estudo de coorte em uma comunidade urbana do Brasil.
Authors: Ticona, Juan Pablo Aguilar
???metadata.dc.contributor.advisor???: Costa, Federico
Keywords: Zika;Neurodesenvolvimento
Issue Date: 24-Aug-2020
Abstract: Embora o nordeste do Brasil tenha sido o epicentro da epidemia do Zika em 2015, ainda é limitada informação prospectiva na região sobre a transmissão do vírus Zika em mulheres grávidas e os desfechos clínicos nas crianças. Desde janeiro de 2013, temos realizado um estudo prospectivo de base populacional sobre leptospiroses em residentes de uma comunidade em Salvador, Brasil. Nesta população foram identificadas mulheres que estiveram grávidas entre janeiro 2015 e junho 2016 e foram analisadas as amostras coletadas bianualmente para identificar eventos de soroconversão para o anticorpo monoclonal ZIKV35 usando o Blockade of Binding (BoB) assay. Foram avaliados os desfechos clínicos e as alterações no desenvolvimento das suas crianças nascidas durante o período de estudo, a través de entrevistas às mães, medidas antropométricas, exames neurológicos (Hammersmith Infant Neurological Exam, HINE), e avaliação neurodesenvolvimento aplicando as escalas de Bayley III, avaliações audiometrias e oftalmológicas. Entre as 655 participantes em idade reprodutiva dentro da coorte, 66 (10%) teve ao menos uma gravidez durante o período de estudo. Completamos o seguimento de 46 (70%) das 66 mulheres, das quais 13 (28%) foram consideradas expostas (com soroconversão durante a gravidez) e 33 (72%) não expostas (sem soroconversão ou antes ou depois da gravidez). As 46 crianças avaliadas não tiveram evidencia de microcefalia ou defeitos congênitos ao nascimento, no entanto, as crianças das mães que soro converteram durante a gravidez tiveram mais risco para ter scores de desenvolvimento cognitivo baixo menor a 1 DS (RR 5,07; 95% CI 1.10 – 43.92) quando comparados com as crianças de mães que não soroconverteram durante a gravidez (4 de 13 [31%] vs. 2 de 33 [6%], respectivamente). Da mesma forma, crianças de mães que soroconverteram durante a gravidez, tiveram maior risco (RR 6.82: 1.54 – 30.17) para alterações na avaliação auditiva comportamental quando comparados com as crianças de mães que não soroconverteram durante a gravidez (5 de 13 [39%] vs. 2 de 31 [7%], respectivamente). Estes achados sugerem que, crianças expostas no útero ao vírus do ZIka tiveram um atraso significativo no neurodesenvolvimento, ainda que com ausência de evidência clínica para sequelas neurológicas ao nascimento.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/32150
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado Acadêmico (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_Juan_Pablo_Aguilar_Ticona_2019.pdf1.34 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA