DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) >
Programa de Pós-Graduação em História (PPGH) >
Dissertações de Mestrado (PPGH) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31924

Title: Modernizar as cidades, civilizar os costumes: repressão a espíritas e candomblecistas na Bahia republicana (1920-1940)
Authors: Pereira, Flávia Lago de Jesus
???metadata.dc.contributor.advisor???: Sampaio, Gabriela dos Reis
Keywords: Candomblé;Espiritismo;Repressão;Bahia;República;Spiritism;Repression;Republic
Issue Date: 1-Jun-2020
Abstract: O presente trabalho tem como objetivo analisar a repressão a espíritas e candomblecistas na Salvador republicana entendendo que essas ações que mobilizaram diversos agentes – policiais, juristas, governantes, médicos, jornalistas, advogados – em nome da modernização e civilização dos costumes, tinham nas tensões raciais e socioeconômicas da época seu fundamento principal. Adentrando o contexto da Salvador dos anos 1920 e 1930 e tomando como ponto de partida a cobertura da imprensa a diferentes casos de perseguição a candomblecistas e espíritas, a pesquisa se propõe a entender como se efetivaram as ações policiais e dos governantes contra os terreiros e centros espíritas, quais os critérios e/ou categorias foram empregadas para justificar a perseguição a determinadas práticas. Assim, torna-se crucial compreender como médicos, advogados, juristas e imprensa se envolveram nos debates em torno da criminalização dessas crenças e as categorias por eles desenvolvidas para justificar ou não a repressão, apreendendo as divergências de opiniões que existiam. Mesmo tratando-se de religiões distintas verifica-se que, no cotidiano, certas práticas espíritas e do Candomblé, estiveram muito próximas, dando origem a experiências diversas. Essas aproximações não passaram despercebidas dos agentes repressores, que desenvolveram categorias classificatórias e acusatórias específicas para lidar com essas situações. Torna-se fundamental, portanto, investigar a construção das categorias “falso” e “baixo” espiritismo em oposição ao “verdadeiro” e “alto” espiritismo. Elas se tornaram essenciais, naquele contexto de tentativas de controle das diferentes práticas dos trabalhadores, principalmente porque permitiram direcionar o combate às vivências de negros e pobres. Diante disso é objetivo deste trabalho compreender quais as estratégias utilizadas por candomblecistas e espíritas para enfrentar a perseguição e os processos de criminalização e, ao mesmo tempo, como os adeptos dessas crenças vão recorrer a diferentes alternativas que incluíam a construção de identidades que fossem legitimadas e reconhecidas socialmente. Neste ínterim, é fundamental entender o papel das noções de “tradição” e “caridade” enquanto categorias legitimadoras de algumas práticas religiosas em detrimento de outras e de que modo elas tornaram-se centrais para o povo de santo e os espíritas na busca por validar suas crenças.
The present work has as aims to analyze the repression to spiritists and candomblecistas on the republican Salvador understanding that these actions that mobilized many agents – policies, jurists, rulers, doctors, journalists, lawyers – in the name of the modernization and civilization of costumes, had the racial tensions and socioeconomic of the time its main foundation. Entering the context of Salvador of the years 1920 and 1930 and taking as starting point the press coverage to different cases of prosecution to candomblecistas and spiritists, the research aims to understand how effectuated the police actions and the rulers against the terraces and spiritists centers, what criteria and/or categories were employed to justify the pursuit of certain practices. Thus, it becomes crucial to understand how doctors, lawyers, jurists and the press get involved in the discussions surrounding of the criminalization of these beliefs and the categories developed by them to justify or not the repression, seizing the divergences of opinions that existed. Even in the case of different religions check that, in everyday life, certain spiritualists practices and of Candomble, were very close, giving rise to various experiences. These approaches have not gone unnoticed of the repressive agents, which have developed classificatories categories and specifics libelous to deal with these situations. It is essential, therefore, to investigate the construction of the categories “false” and “low” Spiritism in opposition to “true” and “tall” Spiritism. They have become essential, in that context of attempts to control of the different practices of workers, mainly because it allowed direct combating to experiences of blacks and poor. In light of this, the aim of this work is to understand which the strategies used by candomblecistas and spiritualists to face the persecution and the criminalization processes and, at the same time, as supporters of these beliefs will resort to different alternatives which inclued the construction of identities that were legitimized and recognized socially. In the meantime, it is essential to understand the role of the notions of “tradition” and “charity” while categories legitimating of some religious practices over others and in how they became central to the people of saint and the spiritualists in seeking to validate their beliefs.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31924
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGH)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO Pereira, Flávia Lago de Jesus.pdf7.94 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA